UOL Notícias Ciência e Saúde
 

08/03/2010 - 17h17 / Atualizada 08/03/2010 - 17h37

Grupos étnicos têm diferentes hábitos de sono, mostra pesquisa nos EUA

  • Um em cada dez afro-americanos e hispânicos disseram fazer sexo todas as noites, contra apenas um em cada 100 asiáticos e um em cada 25 brancos

    Um em cada dez afro-americanos e hispânicos disseram fazer sexo todas as noites, contra apenas um em cada 100 asiáticos e um em cada 25 brancos

Os afro-americanos gostam de rezar antes de fazê-lo; os americanos brancos gostam de ter ao lado seus mascotes, os asiáticos tendem a fazê-lo melhor e os hispânicos pensam no trabalho pouco antes.

Do que se trata? Do sono. Os resultados da pesquisa Sleep in América 2010 (Sono na América), publicada nesta segunda-feira (8), mostram que os hábitos diferem de acordo com o grupo étnico das pessoas.

Os afro-americanos têm a rotina mais regrada uma hora antes de se deitarem, três quartos deles veem televisão e um pouco menos (71%) rezam, segundo depoimentos.

Apenas 18% dos asiáticos, um em cada três brancos e menos da metade dos hispânicos disseram rezar antes de dormir.

Um em cada dez afro-americanos e hispânicos disseram fazer sexo todas as noites, contra apenas um em cada 100 asiáticos e um em cada 25 brancos.

Preocupações

Os que dormem melhor são os asiáticos, segundo a pesquisa, que seria a primeira a se interessar pelas diferenças étnicas com relação ao sono nos Estados Unidos. Oitenta por cinco dos asiáticos disseram dormir bem várias vezes na semana, e a maioria alcança esse bom resultado sem qualquer ajuda. Apenas 5% deles admitiu tomar várias vezes por semana algum remédio para dormir, contra 13% dos brancos, 9% dos negros e 8% dos hispânicos.

Os provenientes da América Latina são os que mais se queixam de preocupações financeiras, de trabalho, pessoais ou sanitárias, que os mantêm despertos, mostra o estudo. Quase quatro em cada dez latinos (38%) e um terço dos afro-americanos indicaram perder o sono algumas noites por semana por um desses motivos, contra um quarto dos brancos e dos asiáticos.

Cerca de 20% dos hispânicos e dos negros disseram que problemas econômicos, pessoais ou de saúde lhes tiram o sono todas as noites.

Já os brancos são os que mais dormem com seus animais de estimação: 14% deles compartilham a cama com seus gatos ou cachorros, contra apenas 2% dos demais grupos étnicos.

Mais asiáticos dividem suas casas com os filhos: 28% contra 22 dos hispânicos, 15% dos negros e 8% dos brancos.

"Se você tem problemas para dormir e o faz com seu cônjuge, filho, animal de estimação ou os três de uma vez, saiba que isso pode estar contribuindo para suas dificuldades para pegar no sono", advertiu Sonia Ancoli-Israel, chefe da equipe que realizou a pesquisa.

 

Calculadoras

Massa corporal e gasto calórico

m

kg

Sexo

anos

* Os campos "Altura" e "Peso" são obrigatórios

* Esta avaliação não dispensa a orientação de um profissional de saúde. Procure um médico.

Hospedagem: UOL Host