UOL Ciência e SaúdeUOL Ciência e Saúde
UOL BUSCA

14/10/2009 - 07h00

Exposição mostra como a indústria do tabaco enganava consumidores

Do UOL Ciencia e Saúde
Em São Paulo
Em tempos de leis que proibem o fumo em locais fechados, observar um anúncio de cigarro produzido entre as décadas de 1920 e 1950 chega a ser cômico, para não dizer trágico. Naquele tempo, a indústria usava a propaganda para esconder os reais e hoje inegáveis efeitos do tabaco à saúde, como o aumento do risco de câncer.

BBC
Peças publicitárias produzidas entre 1920 e 1950 apresentavam resultados de pesquisas pseudocientíficas para convencer o público de que o cigarro não fazia mal à saúde
VEJA PEÇAS DA EXPOSIÇÃO "COMO A INDÚSTRIA DO FUMO ENGANOU VOCÊ"
LEIA MAIS SOBRE TABAGISMO
UOL CIÊNCIA E SAÚDE
Um Papai Noel que fuma e um médico que anuncia as vantagens de determinada marca de cigarro para a garganta são algumas imagens estampadas nas peças publicitárias da época, selecionadas pelos médicos Robert Jackler e Robert Proctor, professores da Universidade de Stanford, nos EUA. O material, mantido no Instituto Smithsonian, em Washington, será exibido pela primeira vez no Brasil entre os dias 15 e 26, na Livraria Cultura, em São Paulo. A mostra chama-se "Propagandas de Cigarro - Como a Indústria do Fumo Enganou Você".

Uma das estratégias dos fabricantes para convencer o consumidor, como mostra a exposição, era usar a imagem de estrelas de Hollywood, cantores e atletas de elite para vender os "benefícios" do produto. Um exemplo é a peça em que o ator Henry Fonda afirma que fuma cigarro de determinada marca para proteger a voz.

Outra tática das indústrias de tabaco era a veiculação de pesquisas pseudocientíficas para tentar reverter a opinião do público, que começava a ouvir falar sobre as reais consequências do fumo para a saúde. Para reforçar o discurso enganoso, médicos e dentistas apareciam como garotos-propaganda.

"Com a autorregulamentação da propaganda e o amadurecimento de autoridades e consumidores, anúncios como esses jamais seriam produzidos hoje em dia", comenta o publicitário Bob Costa, sócio-diretor da NovaS/B, responsável pela exposição.

Em 2008, a agência foi contratada pela OMS (Organização Mundial de Saúde) para desenvolver uma campanha para o Dia Mundial Sem Tabaco, que convidava as pessoas a quebrarem a rede de marketing do fumo e foi veiculada simultaneamente em 200 países. "O Brasil não fez parte da campanha porque já adota restrições à propaganda de cigarro", explica Costa.

Exposição: "Propagandas de Cigarro - Como a Indústria do Fumo Enganou Você"
Apoio: Livraria Cultura
Período: de 15 a 26 de outubro de 2009
Horário de visitação: de segunda a sábado das 9h às 22h; domingos e feriados das 9h às 18h
Local: Livraria Cultura do Conjunto Nacional
Endereço: Av. Paulista, 2.073 - Bela Vista
Tel.: (11) 3170-4033
Fale com
UOL Ciência e Saúde

Compara e acha o menor preço

- Câmeras Digitais
- Notebooks - TV LCD - GPS - Auto MP3

UOL Ciência e Saúde no Twitter

Hospedagem: UOL Host