UOL Ciência e SaúdeUOL Ciência e Saúde
UOL BUSCA

18/04/2007 - 18h45

Britânico devolve peças de cerâmica de 2.500 anos à Grécia

ATENAS, 18 abr (AFP) - O filho de um eminente arqueólogo britânico devolveu à Grécia seis miniaturas de cerâmica com 2.500 anos de antiguidade, mantidas por sua família por meio século, disseram nesta quarta-feira autoridades do Ministério da Cultura grego.

As versões miniaturizadas de um vaso, uma jarra de vinho e outros utensílios domésticos, recobertos com esmalte preto, estavam no poder do professor Martin Robertson, um especialista na arte da Grécia Clássica, que morreu em 2004 aos 93 anos.

"Desejo agradecer ao filho do professor Robertson (Matthew) por entregar pessoalmente estes objetos requintados, e dizer a ele que o povo da Grécia agradece a seu pai", disse o ministro da Cultura, George Voulgarakis, durante cerimônia na Agora Ateniense, o antigo centro da vida civil da cidade.

Professor de arqueologia clássica na Universidade College de Londres e do Lincoln College de Oxford, Robertson entregou os itens ao Museu Agora, disse a jornalistas a adida cultural da embaixada grega em Londres, Victoria Solomonidou.

Solomonidou contou que Robertson herdou as miniaturas de uma integrante da Escola Americana de Arqueologia, Lucy Talkot, que provavelmente as comprou de um antiquário local.

As peças, que datam do século V antes de Cristo, são as últimas de uma série de objetos gregos antigos a voltar à sua terra natal este ano, aumentando as esperanças em Atenas de que o maior desejo dos gregos, o retorno dos Mármores de Elgin, que estão no Museu Britânico, esteja próximo.
Fale com
UOL Ciência e Saúde

Compara e acha o menor preço

- Câmeras Digitais
- Notebooks - TV LCD - GPS - Auto MP3

UOL Ciência e Saúde no Twitter