UOL Ciência e SaúdeUOL Ciência e Saúde
UOL BUSCA

30/04/2007 - 19h36

Cientistas prometem uma boa noite de sono ao toque de um botão

CHICAGO, 30 abr (AFP) - O toque de um botão pode ser tudo o que se precisa para se ter uma boa noite de sono, segundo um estudo publicado nesta segunda-feira na revista Proceedings of the National Academy of Sciences.

Cientistas da Universidade de Wisconsin-Madison descobriram um jeito de estimular as ondas lentas típicas do sono profundo ao enviar um inofensivo sinal magnético através do crânio de voluntários adormecidos.

Eder Chiodetto/Folha Imagem
Segundo um estudo publicado nesta segunda-feira na revista Proceedings
of the National Academy of Sciences,
é possível combater a insônia com uso
de campos magnéticos que alteram a atividade cerebral, estimulando o sono
Eles dizem que a técnica pode um dia ser usada para ajudar a tratar a insônia ou induzir cochilos renovadores, em que as pessoas poderiam obter os benefícios de uma noite inteira de sono dormindo apenas algumas horas.

A técnica experimental, chamada estimulação magnética transcraniana (TMS, na sigla em inglês) usa campos magnéticos para alterar a atividade cerebral.

É não-invasiva e envolve uma espiral eletromagnética, que é mantida perto da cabeça. Uma corrente elétrica cria um impulso ou campo magnético que atravessa o crânio, provocando pequenas correntes elétricas no cérebro.

Em sua experiência, os cientistas descobriram que com cada explosão de magnetismo, o cérebro dos voluntários adormecidos produziu imediatamente as grandes ondas lentas vistas nos estágios três e quatro do sono.

"Com uma simples pulsação, somos capazes de induzir uma onda que parece idêntica às ondas que o cérebro produz normalmente durante o sono", disse Giulio Tononi, professor de psiquiatria da Escola de Medicina e Saúde Pública UW-Madison.

Ainda resta saber se este tipo de sono profundo assistido eletronicamente realmente traz benefícios e se poderá melhorar o desempenho e a memória das pessoas, disse Tononi. Futuros estudos tentarão responder a estas perguntas.
Fale com
UOL Ciência e Saúde

Compara e acha o menor preço

- Câmeras Digitais
- Notebooks - TV LCD - GPS - Auto MP3

UOL Ciência e Saúde no Twitter