UOL Ciência e SaúdeUOL Ciência e Saúde
UOL BUSCA

20/07/2007 - 12h00

Francês leva vida normal apesar de cérebro "praticamente ausente"

Da AFP, em Paris
Médicos do hospital francês de La Timone, em Marselha, examinaram o caso incomum de um homem que leva uma vida normal, apesar de ter um "cérebro praticamente ausente" nas imagens de ressonância magnética, revela a revista britânica 'The Lancet' do próximo sábado (21).

Casado e pai de dois filhos, o francês de 44 anos que não teve o nome revelado é funcionário público. Ele foi ao hospital em 2003, devido a um problema de locomoção.

A equipe de Lionel Feuillet diagnosticou uma hidrocefalia não comunicante, o que compreende um aumento da quantidade de líquido na cabeça. A ressonância magnética revelou "imagens muito infreqüentes, com cavidades ventriculares enormes", explicou o neurologista.

"O cérebro em si, a substância cinzenta e a substância branca, estão comprimidas nas paredes do crânio". Para Feuillet, esse caso de "discordância entre a ressonância muito inquietante e uma vida praticamente normal" representa "uma mensagem de esperança".

Apesar de o Coeficiente Intelectual (QI) do paciente ser de 75 --contra a média considerada normal de 80--, isso não impediu seu desenvolvimento ou sua vida em sociedade, destacou o especialista.
Fale com
UOL Ciência e Saúde

Compara e acha o menor preço

- Câmeras Digitais
- Notebooks - TV LCD - GPS - Auto MP3

UOL Ciência e Saúde no Twitter