UOL Ciência e SaúdeUOL Ciência e Saúde
UOL BUSCA

25/07/2007 - 18h15

Morre Albert Ellis, um dos criadores das terapias cognitivas comportamentais

Da AFP, em Nova York
Albert Ellis, um dos fundadores das terapias cognitivas comportamentais, morreu nesta terça-feira aos 93 anos de idade em Nova York, anunciou nesta quarta-feira o site do Instituto Albert Ellis.

Decepcionado com o enfoque psicoanalítico de Sigmund Freud, que considerava uma perda de tempo, Ellis desenvolveu nos Estados Unidos uma terapia mais direta e intervencionista, que incentivava o paciente a substituir suas emoções nocivas por novos comportamentos.

No final da década de 1950, Ellis - especializado inicialmente como terapeuta de casais e sexo - fundou a "terapia racional emotiva comportamental" (REBT, Rational Emotive Behavior Therapy).

Iconoclasta, autor de 75 livros, entre os quais "How to live with a neurotic" ("Como viver com um neurótico") e "Sex without guilt" ("Sexo sem culpa"), Ellis realizou durante 30 anos conferências semanais em Nova York. Nesses encontros, que aconteciam todas as sextas-feiras, ele compartilhava com humor e provocações suas teorias e sua experiência.

Criticado em seus princípios, principalmente por rejeitar as teorias freudianas, Ellis se tornou muito popular nos Estados Unidos e no Canadá, onde os psicólogos chegaram a considerá-lo como um dos psicoterapeutas mais influentes.

Nascido em Pittsburgh (Pensilvânia, leste) em 1913 filho de uma família judia, Ellis gostava de narrar uma experiência que marcou seu enfoque terapêutico.

Aos 19 anos, jovem muito tímido que era, decidiu fazer o seguinte exercício: se sentava em um banco em um parque e se obrigaba a falar com cada mulher que se aproximasse. Em um mês, se vangloriava de ter dirigido a palavra a 130 mulheres.

"Trinta se salvaram, mas falei com as outras cem. Nenhuma vomitou nem chamou a policía", contou Ellis ao jornal The New York Times há alguns anos.
Fale com
UOL Ciência e Saúde

Compara e acha o menor preço

- Câmeras Digitais
- Notebooks - TV LCD - GPS - Auto MP3

UOL Ciência e Saúde no Twitter