UOL Ciência e SaúdeUOL Ciência e Saúde
UOL BUSCA

26/07/2007 - 16h09

Pessoas são mais altruístas quando sabem que estão sendo observadas

Da AFP, em Washington
O fato de saber que está sendo observado leva as pessoas a comportar-se de maneira menos egoísta e mais altruísta, revela um estudo publicado nesta quinta-feira pela revista americana "Science".

Pesquisas anteriores já haviam revelado que, quando sua reputação está em jogo, animais e humanos tendem a se mostrar mais altruístas, pelo simples motivo deste comportamento ser socialmente valorizado.

Um novo estudo realizado por pesquisadores alemães demonstrou que saber-se observado leva à mesma atitude.

Uma simples imagem de um par de olhos estilizados sobre a tela de um computador, por exemplo, basta para mudar o comportamento de uma pessoa. Da mesma forma, se a imagem de um par de olhos é colocado em uma caixa para arrecadar doações, as pessoas tendem a se mostrar mais generosas do que se no lugar houvesse a ilustração de uma flor.

Manfred Milinski, do Instituto Max-Planck de ecologia evolutiva, e Bettina Rockenbach, da Universidade de Erfurt, Alemanha, descobriram que na verdade o cérebro humano está "programado" para reagir assim.

Os pesquisadores demonstraram que os animais - e não apenas os mamíferos, mas também os pássaros e alguns peixes - modificam seu comportamento ao notarem que estão sendo observados.

Um jogo sutil acontece entre "o observador" e "o observado". O observador deve olhar o observado sem ser visto para garantir que o comportamento será autêntico - e a informação colhida confiável. O outro lado, sabendo-se observado, deve por sua vez agir como se não soubesse que está sendo observado para que não suspeitem de que seu comportamento altruísta não é espontâneo.

Trata-se de uma verdadeira "corrida armamentista" entre o observador e o observado, resumiram os pesquisadores.
Fale com
UOL Ciência e Saúde

Compara e acha o menor preço

- Câmeras Digitais
- Notebooks - TV LCD - GPS - Auto MP3

UOL Ciência e Saúde no Twitter