UOL Ciência e SaúdeUOL Ciência e Saúde
UOL BUSCA

05/08/2007 - 13h21

Laboratórios britânicos com febre aftosa negam falhas na segurança

Da AFP, em Londres
Os dois laboratórios de pesquisa médica animal de Pirbright nos quais foram detectados uma cepa do vírus da febre aftosa "muito próxima" da que foi descoberta em uma fazenda do sudeste da Inglaterra afirmaram neste domingo que não existiu "nenhuma falha" em seus procedimentos.

"O Instituto de Saúde Animal (IAH) trabalha com protocolos distintos de biossegurança determinados pelo Defra, ministério do Meio Ambiente, Alimentação e Assuntos Rurais", declarou neste domingo o professor Martin Shirley, diretor do IAH.

O vírus da febre aftosa foi identificado na sexta-feira pelos serviços veterinários britânicos em uma fazenda próxima da cidade de Normandy, no condado de Surrey, 50 km ao sudoeste de Londres.

O complexo de Pirbright, a apenas cinco quilômetros da fazenda, abriga instalações do IAH e do Merial Animal Health, um laboratório farmacêutico público especializado em doenças animais.

O Merial, vigiado a partir deste domingo pela polícia, é o único laboratório na Grã-Bretanha com autorização para a manipular o vírus da febre aftosa e produzir vacinas.

O laboratório interrompeu voluntariamente a produção de vacinas por precaução.

As autoridades britânicas ampliaram a zona submetida ao cordão sanitário ao redor do local infectado para incluir na mesma as instalações de Pirbright, com um raio de vigilância de 10 quilômetros.
Fale com
UOL Ciência e Saúde

Compara e acha o menor preço

- Câmeras Digitais
- Notebooks - TV LCD - GPS - Auto MP3

UOL Ciência e Saúde no Twitter