UOL Ciência e SaúdeUOL Ciência e Saúde
UOL BUSCA

13/03/2008 - 10h47

Gene de minhoca pode ser chave para retardar envelhecimento

Da BBC Brasil
Cientistas descobriram que mais de uma dúzia de genes desempenham um papel crucial no processo de envelhecimento, despertando a esperança para o desenvolvimento de tratamentos para retardar o envelhecimento.

Os pesquisadores da Universidade de Washington, em Seattle, nos Estados Unidos, e de outras instituições, disseram na revista "Genome Research" que identificaram 25 genes que influenciam a longevidade em dois organismos - fermento biológico (Saccharomyces cerevisiae, um fungo) e minhoca (nematóide) e que pelo menos 15 deles possuem versões similares em seres humanos.

"É razoável especular que muitos dos genes identificados em nosso estudo também regulam a longevidade em humanos", disse Matt Kaeberlein, da Universidade de Washington.

Encontrar genes semelhantes nestes dois organismos é significativo, já que as duas espécies estão tão distantes na escala evolucionária - fermento biológico e minhocas são separados por 1,5 bilhões de anos na evolução.

Ao tentar compreender o funcionamento desses genes, os cientistas esperam descobrir meios de retardar o envelhecimento e de tratar doenças associadas ao processo.

Uma análise mais detalhada revelou ainda que muitos desses 25 genes estão ligados a sinais químicos gerados por alimentos. Estudos anteriores mostraram claramente que a redução drástica no número de calorias na dieta de um organismo pode prolongar sua vida, embora isso ocorra, com freqüência, em detrimento da fertilidade.

Fale com
UOL Ciência e Saúde

Compara e acha o menor preço

- Câmeras Digitais
- Notebooks - TV LCD - GPS - Auto MP3

UOL Ciência e Saúde no Twitter

Hospedagem: UOL Host