UOL Ciência e SaúdeUOL Ciência e Saúde
UOL BUSCA

30/09/2009 - 11h43

Fundador do Cirque du Soleil é sétimo turista espacial da história

Da Efe
Em Moscou
A Rússia lançou hoje rumo à Estação Espacial Internacional (ISS) a nave Soyuz TMA-16 com uma nova tripulação e o sétimo turista espacial da história, o canadense Guy Laliberté, fundador do "Cirque du Soleil".

A tripulação da Soyuz é integrada pelo cosmonauta russo Maxim Suráyev e o astronauta da Nasa Jeff Williams, além de Laliberté, que desembolsou cerca de US$35 milhões para uma aventura de doze dias no espaço e na estação orbital.

A nave, que deve ser colocada em órbita por um foguete portador Soyuz FG, decolou na manhã de hoje da base de Baikonur, na Ásia Central, e se acoplará à plataforma orbital na próxima sexta-feira, informou o Centro de Controle de Voos Espaciais russo (CCVE).

"Os três tripulantes se encontram bem", assegurou um porta-voz do CCVE à agência oficial russa "Itar-Tass".

A cerimônia de lançamento, que contou com representantes das agências espaciais russa (Roscosmos) e americana (Nasa), do embaixador dos EUA em Moscou, John Byerly, e do assessor do Kremlin, Aleksandr Beglov, além dos familiares dos astronautas, foi amenizada pelas brincadeiras de Laliberté, que apareceu com um nariz vermelho de palhaço, um dos nove que levou ao espaço para entreter seus companheiros, além de seu "sentido de humor", segundo declarou.

Embora Laliberté, de 50 anos, não se propor realizar experimentos científicos, nem tudo será diversão, pois desde a ISS, em órbita da Terra a uma altura de 350 quilômetros, chamará a atenção da humanidade sobre os problemas da falta de água.

A fundação "One Drop" (Uma Gota), criada por ele sob o lema "Água para todos, todos pela água" luta contra a pobreza, para garantir o acesso ao líquido vital e pelo reconhecimento da importância do problema dos recursos hídricos no mundo todo.

Atualmente, na plataforma orbital se encontra a primeira expedição de seis tripulantes, integrada pelos russos Gennady Padalka e Román Romanenko, os americanos Michael Barratt e Nicole Scott, o canadense Robert Thirsk e o belga Frank de Winne.

Laliberté voltará à Terra em meados de próximo mês junto a Padalka e Barratt a bordo da nave Soyuz TMA-14, agora acoplada à plataforma orbital.

Suráyev, que viaja pela primeira vez ao espaço, e Williams, que faz o terceiro voo de sua carreira e o segundo à ISS, permanecerão 169 dias na plataforma orbital como integrantes da expedição número 21.
Fale com
UOL Ciência e Saúde

Compara e acha o menor preço

- Câmeras Digitais
- Notebooks - TV LCD - GPS - Auto MP3

UOL Ciência e Saúde no Twitter