UOL Ciência e SaúdeUOL Ciência e Saúde
UOL BUSCA
[selo]

07/02/2008 - 10h29

Estudo britânico liga obesidade infantil a herança genética

Da BBC Brasil
A causa para obesidade infantil pode estar na carga genética e não no estilo de vida, aponta uma pesquisa conduzida por especialistas britânicos.

O estudo, publicado na revista especializada "American Journal of Clinical Nutrition" comparou 5 mil pares de gêmeos idênticos e não idênticos e descobriu que 77% das diferenças entre seus índices de massa corporal e circunferência da cintura eram determinadas pelos genes.

Os especialistas, da University College of London, explicam que estudos com gêmeos são uma boa forma de testar como a carga genética ou o meio interferem no desenvolvimento das pessoas.

Gêmeos idênticos têm exatamente os mesmo genes, enquanto os não-idênticos dividem metade da carga genética.

No entanto, afirmam os pesquisadores, pelo fato de eles nascerem ao mesmo tempo e crescerem no mesmo ambiente, eles provavelmente têm os mesmos hábitos alimentares.

Isso permite que cientistas possam determinar o quanto da diferença entre os pesos dos gêmeos pode ser atribuída ao meio ou aos genes.

Na pesquisa, os especialistas concluíram que o efeito do meio contava menos do que a carga genética.

"É errado colocar culpa nos pais para o excesso de peso das crianças porque é mais provável que o problema esteja na genética", disse a coordenadora do estudo, Jane Wardle.

A pesquisadora salientou que os resultados não significam que uma criança com pré-disposição genética para obesidade se torne obesa e salientou que é importante "oferecer uma dieta saudável para protegê-las do risco de obesidade".
Fale com
UOL Ciência e Saúde

Compara e acha o menor preço

- Câmeras Digitais
- Notebooks - TV LCD - GPS - Auto MP3

UOL Ciência e Saúde no Twitter

Hospedagem: UOL Host