UOL Ciência e SaúdeUOL Ciência e Saúde
UOL BUSCA

09/04/2008 - 09h49

Prefeitura de SP inaugura hospital do M'Boi Mirim em duas etapas

São Paulo - Inaugurado ontem, o Hospital do M"Boi Mirim, na zona sul de São Paulo, começa a funcionar em duas etapas. Por enquanto, estão abertos o pronto-socorro, com capacidade para 25 mil atendimentos por mês, e 94 leitos. A partir de julho, os atendimentos de psiquiatria e maternidade, além de outros 142 leitos. O hospital é da Prefeitura, mas a gestão será feita pelo Hospital Israelita Albert Einstein e pelo Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim (Cejam).

Estão funcionando dez leitos de UTI (oito para adultos e dois para crianças), 48 de cirurgia/ortopedia, dois de ginecologia, 14 de pediatria e 20 de clínica médica. Os outros 142 estão divididos em especialidades como UTI neonatal, psiquiatria e obstetrícia. "Em geral não se coloca grandes unidades hospitalares com funcionamento imediato", disse o secretário municipal da Saúde, Januário Montone. Segundo ele, é necessário fazer um planejamento e treinamento antes de colocar todo o hospital em funcionamento.

Ex-secretário de Saúde na gestão de Marta Suplicy (PT) e diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no governo de Serra, o médico Gonzalo Vecina disse ser prudente abrir um hospital em pelo menos duas fases. "Fazer um hospital grande funcionar é algo muito complexo."

Segundo Montone, o Hospital do M"Boi Mirim vai atender a cerca de 500 mil moradores da região e vai ajudar a desafogar o atendimento no Hospital do Campo Limpo, também na zona sul. Com cerca de 40 mil atendimentos por mês no pronto-socorro, a unidade opera no limite e atende uma população de cerca de 1,6 milhão de pessoas. As informações são do Jornal da Tarde

AE

AE

Fale com
UOL Ciência e Saúde

Compara e acha o menor preço

- Câmeras Digitais
- Notebooks - TV LCD - GPS - Auto MP3

UOL Ciência e Saúde no Twitter

Hospedagem: UOL Host