UOL Ciência e SaúdeUOL Ciência e Saúde
UOL BUSCA

17/01/2008 - 16h30

Estação espacial lusa acompanhará lançamento do 'Ariane 5'

Da Lusa
Em Açores
A nova estação de rastreamento de satélites da Agência Espacial Européia (ESA, na sigla em inglês), inaugurada nesta quinta, na ilha portuguesa de Santa Maria, vai acompanhar o lançamento do foguete "Ariane 5", previsto para 22 de fevereiro.

O anúncio foi feito nesta quinta-feira pelo diretor de operações e infra-estruturas da ESA, Gaele Winters.

Segundo o responsável, a estação localizada na ilha açoriana - a primeira em Portugal - será os "olhos e ouvidos [da ESA] para monitorar o lançamento" na Guiana Francesa.

Na inauguração da estação, Gaele Winters disse que o "Ariane 5" vai levar suprimentos à Estação Espacial Internacional, em uma missão complexa, na qual a estação de rastreamento de Santa Maria vai ter um papel importante.

Segundo Winters, os testes desenvolvidos na estação foram um "sucesso completo", o que garante que a infra-estrutura está "perfeitamente capaz de executar a sua tarefa".

O responsável destacou também que o arquipélago dos Açores se apresentou como a localização ideal para a instalação da estação de rastreamento de satélites, resultante da cooperação entre a ESA, o governo português e a administração local.

"É a primeira infra-estrutura em Portugal desde que aderiu à organização [ESA] em 2001", mencionou.

Na cerimônia nos Açores, o ministro português da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Mariano Gago, destacou o processo de decisão de instalar na ilha uma estação fixa.

"Para que essa opção fosse tomada, foi necessário que o governo regional dos Açores se empenhasse e compreendesse a importância estratégica" deste projeto, afirmou Mariano Gago.

O ministro luso da Ciência explicou que a nova infra-estrutura da ESA deve ser utilizada também em outra banda de freqüência, que permitirá a Portugal explorar dados dos satélites de observação do planeta.

Segundo Mariano Gago, há mais de 20 anos se debate a oportunidade de Portugal, com destaque para os Açores, utilizar seu potencial de observação do fundo do mar e da atmosfera.

"Muitas destas ambições estão, hoje, em princípio de realização", assegurou Mariano Gago, ao adiantar que os Açores já são uma plataforma importante para a exploração dos mares, mas podem vir a se transformar também em palco de observação de mudanças globais.

Para isso, empresas e organizações científicas portuguesas devem aproveitar a oportunidade, em cooperação com instituições internacionais, alertou.

O primeiro lançamento que será acompanhado a partir de Santa Maria levará o ATV (Automated Transfer Vehicle), destinado a reabastecer a Estação Espacial Internacional.

A unidade portuguesa é a primeira estação da ESA capaz de seguir os lançadores durante todas as fases de propulsão do "Ariane", que vai passar sobre a estação a cerca de 28 mil quilômetros por hora.

A estação açoriana consiste em uma antena com um refletor parabólico de 5,5 metros de diâmetro, instalada em uma plataforma de cimento, e inclui equipamento de telecomunicações, sistema de fornecimento de energia elétrica de emergência, proteção anti-raios e infra-estrutura de suporte.

Com sede em Paris e vários Estados-membros, a ESA, criada em 1975, dispõe de centros em Alemanha, Itália e Holanda, além de gabinetes em Bélgica, Rússia e Estados Unidos, onde trabalham cerca de 2 mil profissionais altamente qualificados.
Fale com
UOL Ciência e Saúde

Compara e acha o menor preço

- Câmeras Digitais
- Notebooks - TV LCD - GPS - Auto MP3

UOL Ciência e Saúde no Twitter

Hospedagem: UOL Host