UOL Ciência e SaúdeUOL Ciência e Saúde
UOL BUSCA

02/07/2008 - 16h07

Câncer diminui entre europeus não-fumantes e não-obesos

Da Lusa
Em Lisboa
O número de diagnósticos e mortes por câncer tem diminuído na Europa desde 1990, com exceção dos que são provocados pelo tabagismo e pela obesidade, segundo estudo publicado nesta quarta-feira pela revista "European Journal of Cancer".

A pesquisa, que analisou a incidência de 17 tumores diferentes em 21 países da União Européia desde 1990, indica uma tendência de queda de novos diagnósticos e mortes por câncer, mas mostra também uma queda na sobrevivência dos doentes passados cinco anos do diagnóstico.

São apontadas duas exceções para a tendência de queda: os tumores provocados pelo tabagismo e os causados por obesidade.

Em relação aos tumores causados pela obesidade, o estudo explica que seu surgimento pode estar ligado à má alimentação e à pouca atividade física.

No caso do câncer de pulmão, a tendência é de diminuição da mortalidade na maioria da Europa, embora se verifique um crescimento "preocupante" deste tipo de tumor nas mulheres em quase todos os países europeus, com exceção de Espanha, Dinamarca e Reino Unido.

A análise, realizada pelo cientista Jan Willem Coebergh e sua equipe, do Hospital de Roterdã, na Holanda, indica que a sobrevivência à maioria dos tumores - sobretudo aos de mama, próstata e pele - melhorou no continente graças a diagnósticos cada vez mais precoces, equipes médicas melhor preparadas, tratamentos mais modernos e triagens organizadas.

Segundo o estudo, foram diagnosticados 3,2 milhões de casos de câncer na Europa em 2006, que causaram a morte de 1,7 milhão de pessoas.
Fale com
UOL Ciência e Saúde

Compara e acha o menor preço

- Câmeras Digitais
- Notebooks - TV LCD - GPS - Auto MP3

UOL Ciência e Saúde no Twitter

Hospedagem: UOL Host