UOL Ciência e SaúdeUOL Ciência e Saúde
UOL BUSCA

22/10/2008 - 16h14

Epidemia de cólera é 'quase inaceitável', diz líder da CPLP

Da Lusa
Em Brasília
O novo secretário-executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Domingos Simões, que faz visita oficial ao Brasil, considerou "quase inaceitável" a epidemia de cólera na Guiné-Bissau, que já provocou 198 mortos desde maio.

"Digo quase porque estou a tratar de um Estado soberano, independente. Longe de mim a intenção de imiscuir em questões que são internas. Mas, quando um país como a Guiné tem problemas de cólera, isso tem que ser visto como um problema de nós todos", afirmou Simões, que é guineense.

Em entrevista à Agência Lusa, Domingos Simões defendeu a mobilização de todos os membros da CPLP para enfrentar o problema.

"Temos que nos mobilizar para identificar o que está mal e o que pode ser feito", disse, admitindo que o tema será tratado nesta quarta-feira durante o seu encontro com o ministro brasileiro da Saúde, José Gomes Temporão.

"Não queremos assumir a competência de substituir os Estados e dizer o que eles têm que fazer. Mas, como sabemos que as autoridades guineenses estão preocupadas, julgamos perfeitamente normal levar o problema aos outros Estados e pedir que nos mobilizemos", explicou.

Temas

Na avaliação de Domingos Simões, muitas questões devem ser levantadas quando se fala de epidemia de cólera, malária ou taxas de mortalidade extremamente elevadas por causa da desnutrição dentro da CPLP.

"Uma epidemia de cólera não devia estar a acontecer nos nossos Estados. Isto preocupa-me não só como guineense, mas como cidadão da CPLP. E é perfeitamente normal questionar se isso é do fórum exclusivamente sanitário, medicinal. Eu penso que não, é também do domínio social", ressaltou.

Domingos Simões, que cumpre uma extensa agenda em Brasília, se reúne também com os ministros das Relações Exteriores, Celso Amorim, e da Ciência e Tecnologia, Sérgio Resende.

O secretário-executivo da CPLP já esteve em São Paulo e Salvador, onde visitou diversas universidades, museus e manteve contatos com autoridades locais. Nesta quarta-feira, segue para o Rio de Janeiro. O retorno a Lisboa está marcado para sábado.
Fale com
UOL Ciência e Saúde

Compara e acha o menor preço

- Câmeras Digitais
- Notebooks - TV LCD - GPS - Auto MP3

UOL Ciência e Saúde no Twitter

Hospedagem: UOL Host