UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 Economia

30/04/2008 - 21h56
Brasil eleva preço do combustível às refinaria; consumidor não será afetado

Brasília, 30 abr (EFE).- O Governo brasileiro reajustou o preço dos combustíveis, após três anos, com um aumento para as refinarias, mas que não atingirá os consumidores, devido à redução a Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), informou o ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Em entrevista coletiva, Mantega anunciou um aumento de 10% na gasolina e de 15% para o diesel, reajuste que terá vigência a partir de sexta-feira.

A mudança na Cide, conhecido como imposto da gasolina, permitirá que o aumento do preço não chegue ao consumidor final, apontou Mantega.

O ministro explicou que a Cide aplicada por litro de gasolina cairá de R$ 0,28 para R$ 0,18, enquanto para a mesma medida do diesel cairá de R$ 0,07 para R$ 0,03.

O Brasil não ajustava o preço dos combustíveis desde 2005, quando o barril internacional de petróleo custava US$ 60, um pouco mais da metade do atual valor do petróleo.

O reajuste foi negociado diretamente pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva com seus ministros e o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli.

Para Mantega, a principal preocupação do Governo era o controle da inflação, mas com o reajuste o "impacto será irrisório".

A Petrobras, por meio de um comunicado à Comissão de Valores Mobílias (CVM), oficializou perante o mercado o reajuste anunciado por Mantega.


UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

Folha Online Dinheiro
Executivos da AIG escapam de processo relacionado à crise
UOL News Economia
"Falta planejamento no setor de energia", diz especialista
UOL News Finanças
Aluguel pago tem
imposto a restituir?