UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 

19/11/2005 - 11h27
Morre Link Wray, pioneiro do rock americano dos anos 50

Copenhague, 19 nov (EFE).- O violonista Link Wray, considerado um dos pioneiros do rock americano da década de 50 e figura de culto, morreu aos 76 anos em Copenhague, onde vivia há duas décadas, informou hoje o jornal Politiken.

Seus poderosos "riffs" de violão renderam-lhe o apelido de "o padrinho do acorde do poder" e o respeito de várias gerações de músicos.

Frederick Lincoln Wray nasceu em Dunn (Carolina do Norte), em 1929, em um lar marcado pela penúria, pela forte religiosidade e pelos traumas de um pai afetado pela Primeira Guerra Mundial.

Após sobreviver a uma tuberculose, criou um grupo de country com seus dois irmãos para, depois, fundar a banda Link Wray and His Ray Men.

"Se pudesse voltar atrás no tempo e só pudesse ouvir uma banda seria Link Wray and His Ray Men", disse Neil Young uma vez.

Seu salto à fama aconteceu com "Rumble" (1958), um sucesso nos Estados Unidos apesar de ter sido proibido por algumas rádios, que o consideravam um chamado à violência.

Nos anos oitenta, viveu entre os Estados Unidos e a Dinamarca, país no qual se estabeleceu definitivamente após se casar com uma dinamarquesa.

As causa de sua morte e a data dela não foram divulgadas.

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS   IMPRIMIR   ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA