UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 

02/10/2006 - 02h06
Alckmin evita vitória de Lula e leva decisão para o segundo turno

Jaime Ortega Carrascal São Paulo, 2 out (EFE).- O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), de 54 anos, é considerado um homem obstinado, e essa virtude o levou hoje a conseguir disputar o segundo turno das eleições presidenciais com Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Contra todas as previsões, o candidato tucano conseguiu 41,58% dos votos válidos nas eleições deste domingo, um número que não foi previsto nem pelas mais otimistas pesquisas.

Desta forma, em 29 de outubro, Alckmin lutará para colocar o PSDB de volta ao poder, mas será obrigado a reverter uma boa vantagem obtida por Lula, que recebeu 48,65% dos votos, após 99,2% das urnas apuradas.

Nascido em 7 de novembro de 1952, na cidade paulista de Pindamonhangaba, Alckmin nunca perdeu a esperança diante das pesquisas que previam a reeleição de Lula no primeiro turno com mais de 20 pontos de vantagem.

Com uma calma digna de sua profissão de anestesista, o candidato do PSDB sempre insistiu em que as pesquisas estavam para as eleições como os treinamentos para os jogos de futebol, e o prêmio para sua insistência chegou neste domingo, com a passagem para o segundo turno.

Católico e conservador, Alckmin superou o pessimismo de seus próprios aliados, muitos dos quais atacaram publicamente sua campanha enquanto outros evitaram "tirar fotos" com o candidato para não se queimarem politicamente.

Mas Alckmin insistiu em seu sonho e com um discurso de gerente eficaz e de homem de mãos limpas, sem escândalos de corrupção nas costas, ganhou força na reta final da campanha e empurrou a definição da Presidência para o dia 19 de outubro.

A imagem de político sério, inteligente, honrado e excelente administrador de Alckmin terminou por beneficiá-lo em uma campanha marcada por denúncias de corrupção no PT e no entorno de Lula.

"Nossa campanha mostrará que o Brasil pode ser melhor e ter um Governo ético, honesto, como é o povo brasileiro", expressou hoje em suas primeiras declarações após a divulgação dos resultados oficiais.

O problema de Alckmin está em sua falta de carisma, que lhe impede chegar com facilidade ao coração do cidadão comum, ao contrário de Lula, que não tem papas na língua quando sobe em um palanque para fazer campanha.

Na tentativa de conseguir um maior apelo popular a sua candidatura, os assessores do tucano o convenceram de que era melhor apresentar-se durante a campanha como Geraldo e não como Alckmin, um sobrenome de origem árabe e pronúncia difícil, mas que continua sendo adotado.

Casado com Maria Lúcia, com quem teve Sofia, Geraldo e Thomaz, Alckmin é um homem rigoroso, e gosta de passar os dias de descanso em Pindamonhangaba, onde começou sua carreira política como vereador, aos 19 anos.

Aos 23 anos, foi eleito prefeito e, posteriormente, deputado estadual, deputado federal, vice-governador e governador, em uma rápida ascensão política que o obrigou a abandonar sua profissão de médico anestesista.

Seu mentor político, o governador de São Paulo, Mario Covas, morreu em 6 de março de 2001, deixando Alckmin como seu sucessor.

Seu mandato como governador acabaria no fim deste ano, mas em 31 de março o tucano renunciou com uma aprovação recorde de 70% em seu mandato para dedicar-se a uma dura campanha presidencial que até mesmo seus amigos próximos acreditavam que era um esforço em vão.

As urnas mostraram neste domingo que Alckmin estava certo.

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS   IMPRIMIR   ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA