UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 

04/10/2006 - 21h24
Lula abrirá campanha do 2º turno em ato de apoio a Cabral no Rio

Rio de Janeiro, 4 out (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva abrirá na quinta-feira no Rio de Janeiro sua campanha para o segundo turno em um ato de apoio do candidato a governador Sérgio Cabral, do dividido PMDB, informou hoje seu comando de campanha.

O segundo turno das eleições presidenciais, em que Lula enfrentará Geraldo Alckmin, do PSDB, será realizado no dia 29 de outubro, junto à definição dos pleitos para governador de 10 estados.

A ala do PMDB liderada pelo ex-governador fluminense Antony Garotinho decidiu apoiar Alckmin.

Devido a essa aliança, Alckmin perdeu o apoio da candidata ao Governo do Rio de Janeiro Denise Frossard, do PPS, que disputa o segundo turno com Cabral.

No estado do Rio de Janeiro, Lula obteve 49,18% dos votos, contra 28,86 % de Alckmin.

O PMDB é uma força nacional e terá a maior bancada na Câmara dos Deputados, o que torna a legenda o objeto do desejo de tucanos e petistas.

A campanha do presidente se intensificará na sexta-feira com uma visita ao nordeste, seu principal reduto eleitoral, onde obteve 66,78% dos votos contra 26,15% de Alckmin.

Lula visitará na sexta-feira as cidades de Juazeiro e Salvador, na Bahia, onde o petista Jacques Wagner obteve uma surpreendente vitória e levou o Governo estadual já no primeiro turno.

No estado de São Paulo, onde o PT sofreu uma dura derrota, com 31,68% dos votos contra 57,93% de Alckmin, o partido anunciou hoje que a ex-prefeita da capital Marta Suplicy assumiu a coordenação da campanha a pedido do presidente.

Marta disse que sua estratégia será comparar o Governo Lula (2003-2006) aos dois mandatos de Fernando Henrique Cardoso (1994-2002).

"O Governo Lula fez muito mais do que o Governo de FHC em oito anos. E não só para os pobres, isso também tem que ser enfatizado", disse a ex-prefeita.

Marta disse que o PT se propõe a enfrentar o adversário "com a cabeça erguida" e rebater as acusações de corrupção que têm sido a principal bandeira dos tucanos.

"A votação do Presidente no estado pode crescer muito na medida em que consigamos aglutinar essa militância", disse Marta Suplicy sobre São Paulo, um estado que, segundo analistas políticos, impediu a reeleição de Lula no domingo passado.

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS   IMPRIMIR   ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA