UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 

26/12/2006 - 14h31
Fidel não tem câncer e está em fase de recuperação, afirma médico espanhol

Madri, 26 dez (EFE).- Fidel Castro não sofre de câncer e está em fase de recuperação, segundo o cirurgião espanhol José Luis García Sabrido, que viajou na quinta-feira a Havana para avaliar o estado de saúde do presidente cubano.

García Sabrido, chefe do serviço de Cirurgia do Hospital Público Gregorio Marañón, de Madri, assegurou que Fidel não sofre de nenhuma doença maligna e que, por enquanto, não é necessário fazer outra intervenção cirúrgica.

Ao retornar de Havana, o médico disse, em entrevista coletiva na capital da Espanha, que atendeu Fidel a título "exclusivamente" pessoal.

García Sabrido disse que a atividade intelectual de Castro é excelente e que ele está recuperando-se dos problemas pós-operatórios que teve na cirurgia anterior, que classificou como "grave".

Em 31 de julho, o líder cubano anunciou que delegava seu cargo ao seu irmão mais novo, Raúl, após se submeter a uma intervenção cirúrgica por uma doença mantida como segredo de Estado.

García Sabrido é um reconhecido cirurgião, especialista no tratamento de tumores digestivos, como câncer no intestino, e na utilização de radioterapia aliada à cirurgia.

Segundo o médico, Castro está em recuperação de uma "gravíssima" cirurgia anterior, que inclui reabilitação muscular, nutrição, além de "uma das dificuldades de sua equipe médica, que é a limitação de sua atividade".

"Agora obviamente querem limitá-lo, mas é muito difícil", afirmou o cirurgião.

Perguntado se o presidente cubano sofre de câncer, o médico afirmou, dentro do segredo exigido pela profissão: "até onde eu sei, nego absolutamente".

Segundo García Sabrido, que examinou Castro pela primeira vez, a saúde do presidente cubano é "excelente".

O médico lembrou o "o senso do humor" do líder, que o assombrou pela "capacidade de relatos pessoais e históricos" feitos durante o exame médico.

García Sabrido destacou que o estado de saúde do comandante cubano é bom. Segundo ele, o presidente poderá naturalmente retomar sua atividade anterior se estiver totalmente recuperado, mas isso será uma "decisão pessoal" de Fidel.

"Trata-se de um paciente de 80 anos e que, portanto, terá os limites da recuperação próprios da idade. Seus problemas pós-operatórios estão em recuperação lenta, mas progressiva", completou.

O cirurgião, que garantiu ter fácil acesso e amizade com a família do presidente, garantiu que o líder quer voltar ao trabalho "a cada dia, mas as recomendações médicas lhe exigem prudência".

Além disso, ele descartou novas visitas a Fidel.

"Estamos em contato para acompanhar sua recuperação e esperamos nas próximas semanas ou meses ter um novo contato para ver se é necessária uma mudança ou reconsideração do tratamento médico", disse.

García Sabrido lembrou que Fidel não fuma há vários anos e fazia exercícios físicos "intensos" quando estava à frente do país.

Segundo ele, suas únicas limitações após a recuperação serão as da idade.

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS   IMPRIMIR   ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA