UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 

02/10/2007 - 08h54
Cronologia das relações entre as Coréias do Norte e do Sul

Seul, 2 out (EFE).- As duas Coréias vivem atualmente uma etapa de melhora de relações, após um longo período de hostilidades que começou com a Segunda Guerra Mundial.

Os fatos mais importantes que marcaram as relações entre os dois países são os seguintes:

- 15 de agosto de 1945: Após a derrota japonesa na Segunda Guerra Mundial, a Coréia é dividida em duas partes à altura do paralelo 38: o norte passa para o controle do bloco soviético, e o sul é controlado pelos Estados Unidos.

- 10 de maio de 1948: Após o fracasso das negociações com o Norte, o Sul organiza eleições, vencidas por Syngman Rhee, que se torna o primeiro presidente do país. O pleito leva à efetiva divisão da península em dois países.

- 25 de junho de 1950: A Coréia do Norte invade o Sul sem declaração de guerra, o que leva ao início da Guerra da Coréia.

- 27 de julho de 1953: Estados Unidos, Coréia do Norte e China assinam um armistício pondo fim à guerra. No entanto, ele nunca foi seguido de um tratado de paz.

- 21 de janeiro de 1968: A Polícia intercepta um comando de 31 agentes norte-coreanos, cujo objetivo era matar o presidente sul-coreano Park Chung Hee.

- 15 de agosto de 1974: Segunda tentativa de assassinato de Park Chung Hee: um agente pró-norte-coreano atira contra ele durante um discurso. O presidente sul-coreano sobrevive, mas sua mulher morre.

- Outubro de 1978: Descoberto o terceiro "Túnel de Agressão" sob a Zona Desmilitarizada que separa as duas Coréias. Calcula-se que o túnel tenha permitido que 30 mil soldados norte-coreanos armados atravessassem por hora em direção ao Sul.

- 9 de outubro de 1983: O presidente sul-coreano Chun Doo-hwan sobrevive a um atentado a bomba em Yangun que mata 17 dirigentes sul-coreanos e quatro birmaneses. Um capitão do Exército norte-coreano, Kang Min Chol, confessa a autoria.

- 29 de novembro de 1987: Uma bomba explode em um Boeing 707 da Korean Airlines que viajava de Bagdá para Bangcoc, matando 20 membros da tripulação e 95 passageiros.

Um ano depois, uma agente norte-coreana confessa que cometeu o atentado e que foi treinada por uma japonesa seqüestrada por Pyongyang.

- 9 de março de 1993: Coréia do Sul e EUA iniciam as maiores manobras militares conjuntas do mundo. Pyongyang declara estado de semiguerra.

- 15 de junho de 1999: A Marinha sul-coreana afunda um torpedeiro norte-coreano, matando cerca de 30 marinheiros, na primeira batalha naval no Mar Amarelo desde a Guerra da Coréia.

- 14 de junho de 2000: Coréia do Norte e Coréia do Sul realizam uma histórica cúpula em Pyongyang na qual decidem quatro pontos: a reconciliação nacional, a diminuição das tensões militares, a reunião de famílias separadas pela guerra e a cooperação econômica e social.

O acordo exige que as duas Coréias abandonem a possibilidade de guerra e resolvam as questões da reunificação pelo diálogo.

- 15 de agosto de 2000: Primeiros encontros de familiares separados.

- 29 de junho de 2002: Navios de guerra norte-coreanos disparam contra embarcações da Coréia do Sul, matando pelo menos quatro pessoas e deixando 18 feridos. Posteriormente, a Coréia do Norte se desculpa.

- 25 de abril de 2003: A Coréia do Norte anuncia que possui armas nucleares. A tensão entre os dois países se agrava.

- 28 de agosto de 2003: As duas Coréias decidem conectar as ferrovias e as estradas nas fronteiras.

- 23 de junho de 2005: Após um silêncio de treze meses, ocorre a maior aproximação bilateral desde a cúpula de 2000.

Em uma declaração conjunta de doze pontos, Norte e Sul decidem adotar "medidas práticas e substanciais" para solucionar a crise provocada pelo programa nuclear norte-coreano, além de estabelecer contatos militares e humanitários.

- 9 de outubro de 2006: A Coréia do Norte realiza um teste nuclear, e Seul suspende o envio de ajuda de emergência ao país.

- 13 de fevereiro de 2007: As delegações das duas Coréias, EUA, Rússia, Japão e China assinam um acordo que estabelece o fechamento das instalações nucleares da Coréia do Norte em troca de ajuda energética e econômica.

- 17 de maio de 2007: Pela primeira vez em 50 anos, dois trens cruzam a divisa entre as duas Coréias.

- 8 de agosto de 2007: As duas Coréias anunciam a realização no final de agosto da segunda cúpula intercoreana de máximo nível em Pyongyang. No entanto, ela é adiada para outubro devido às graves inundações registradas na Coréia do Norte.



Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA