! Zelaya: "Comissão de Verificação deve esclarecer objetivos do acordo" - 03/11/2009 - EFE
UOL Notícias Notícias
 

03/11/2009 - 03h22

Zelaya: "Comissão de Verificação deve esclarecer objetivos do acordo"

[selo]
Tegucigalpa, 2 nov (EFE).- O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, disse hoje que a Comissão de Verificação do Acordo de Tegucigalpa-San José que será instalada amanhã deve esclarecer os objetivos do pacto, depois que surgissem diferentes interpretações referentes à sua restituição ou não no poder.

"O primeiro que se deve fazer é esclarecer especificamente os objetivos deste acordo para poder continuar no processo de comum acordo entre ambas as partes", declarou Zelaya a Rádio Globo.

Tal comissão é integrada pelo ex-presidente do Chile Ricardo Lagos, a ministra de Trabalho dos Estados Unidos, Hilda Solís, ambos nomeados pela OEA, um representante de Zelaya e outro do presidente de facto, Roberto Micheletti.

Lagos e Solís, disse o líder derrubado, "significam duas personalidade que são uma garantia para que o acordo se cumpra".

Isto, acrescentou, "logicamente passa pela restituição da ordem democrática, por reverter o golpe de Estado (de 28 de junho) e por conseguir um acordo nacional que não permita a nenhuma das partes ter revanchismo pessoal ou político contra a outra".

Zelaya e Micheletti discordam na interpretação do ponto do pacto referido à solicitação ao Congresso para que resolva sobre a restituição do presidente deposto no poder.

Enquanto para o primeiro significa que o Legislativo deve aprovar seu retorno ao poder e fazê-lo antes de quinta-feira, dia em que deve entrar interino um Governo de Unidade, para o segundo o Congresso poderia votar contra e, além disso, não tem nenhum prazo limite para tomar sua decisão.

"As instruções que recebem da casa presidencial são contraditórias porque por um lado assinam o acordo, (mas) parece que assinaram o acordo sem muita vontade, forçados", criticou.

"Um acordo se assina com um espírito de negociação, de diálogo. Quando há jogo sujo, quando há estratégias dilatórias (...), o que se faz é aprofundar a crise", concluiu.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host