UOL Notícias Notícias
 

13/04/2010 - 07h35

Restos mortais da primeira-dama polonesa chegam a Varsóvia

Varsóvia, 13 abr (EFE).- Os restos mortais da esposa do presidente polonês, Maria Kaczynski, chegaram hoje a bordo de um avião militar ao aeroporto de Varsóvia, onde após uma breve cerimônia foram transferidos ao palácio presidencial de Varsóvia, onde já está o corpo de seu marido, Lech Kaczynski.

Da mesma forma que há dois dias com a chegada do féretro do presidente, o recebimento dos restos mortais de sua mulher foi muito emotivo, com a presença de sua filha Marta e seu cunhado e irmão gêmeo do presidente Jaroslaw Kaczynski. Filha e cunhado se ajoelharam diante do caixão, em frente do qual fizeram uma breve oração depois de beijá-lo.

Após as honras religiosas e militares, o cortejo seguiu para o palácio presidencial pelo mesmo percurso feito no domingo com o presidente polonês.

Em menor número por ser um dia normal de trabalho, centenas de cidadãos aguardaram nas calçadas para fazer uma última homenagem à primeira-dama polonesa, que era muito estimada entre a população.

Com aplausos e flores, que lançavam à passagem da comitiva fúnebre, os poloneses estenderam sua homenagem ao longo dos dez quilômetros que separam o aeroporto da capital do palácio presidencial, onde continuam concentradas milhares de pessoas para despedir-se de seu presidente.

Espera-se que após a chegada do corpo de Maria Kaczynski e a colocação de seu féretro junto ao de seu esposo, seja autorizada a entrada da população para render uma última homenagem ao casal presidencial.

"Queremos que todo polonês que deseje apresentar seus cumprimentos possa fazê-lo diante do féretro", disse Jacek Sasin, porta-voz da Presidência polonesa.

Os féretros ficarão expostos ao público no palácio até o próximo sábado, quando deve ser realizada uma cerimônia em homenagem as 96 vítimas do acidente.

Sasin especificou que, embora o funeral coletivo esteja previsto para o sábado, "a data definitiva dependerá de quando sejam repatriados todos os corpos".

O funeral coletivo vai ocorrer junto ao túmulo do Soldado Desconhecido, se o tempo permitir, e na Catedral de San Juan.

O porta-voz presidencial revelou que o enterro do presidente polonês, Lech Kaczynski, e de sua esposa, Maria, será no domingo.

A catástrofe aérea ocorreu neste sábado, quando o avião presidencial caiu quando se preparava para aterrissar no aeroporto russo de Smolensk.

Na aeronave estava a delegação de Kaczysnki que iria participar de uma cerimônia em lembrança dos 20 mil oficiais e soldados poloneses assassinados pelos serviços secretos de Stalin, em Katyn (Rússia), há 70 anos.

Após a tragédia, a Polônia decretou uma semana de luto oficial, que suspendeu as atividades culturais e esportivas no país, assim como fechou cinemas e discotecas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h39

    0,09
    4,123
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h22

    -0,27
    104.728,89
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host