UOL Notícias Notícias
 

09/06/2011 - 15h35

Cachorrinha herdeira da multimilionária Leona Helmsley morre nos EUA

Nova York, 9 jun (EFE).- A cachorrinha Trouble, que recebeu a herança de US$ 12 milhões da multimilionária nova-iorquina Leona Helmsley, morreu aos 12 anos de idade e foi cremada, confirmou nesta quinta-feira um porta-voz da administração do legado da magnata imobiliária.

A cachorrinha maltesa branca se transformou em uma rica herdeira quando Helmsley, conhecida como "Queen of Mean" (rainha da maldade, na tradução livre em inglês) de Nova York, morreu em 2007 aos 87 anos.

Pouco depois, Trouble foi levada à Flórida, onde residia no hotel Helmsley Sandcastle, da localidade de Sarasota, sob os cuidados do diretor-geral do estabelecimento, Carl Lekic.

Aparentemente, a cachorrinha milionária morreu em dezembro do ano passado, cega e muito doente, mas a notícia só foi anunciada nesta quinta-feira.

Segundo detalha o jornal nova-iorquino "Daily News", o primeiro a publicar algo sobre sua morte, a Trouble recebeu todos os cuidados necessários, já que Lekic gastava US$ 100 mil ao ano: US$ 8 mil com cuidados, US$ 1,2 mil em comida e o resto em segurança 24 horas.

Helmsley queria que sua cachorrinha fosse enterrada no mausoléu familiar de Sleepy Hollow, em Nova York, mas acabou sendo cremada, já que animais de estimações não são permitidos nesse cemitério.

Ao redigir o testamento, a rica hoteleira ordenou que a maior parte de seu dinheiro fosse investido em ajuda a indigentes e cuidado de cachorros, mas um ano depois revisou o texto e eliminou a primeira prioridade.

Pouco após sua morte, se soube que a multimilionária tinha deserdado dois de seus quatro netos, enquanto manteve a cláusula garantindo que Trouble ("problema", em inglês) herdasse US$ 12 milhões, decisão que, além de ocupar as manchetes dos jornais locais durante dias, resultou em uma série de ameaças de morte ao animal.

No entanto, um juiz de Nova York decidiu retirar US$ 10 milhões dos US$ 12 milhões direcionados à cadela e repartir a quantia entre os dois netos deserdados por Leona, ao considerar que a multimilionária não estava em plenas condições mentais quando redigiu suas últimas vontades.

Leona Helmsley, que passou pela prisão por evasão fiscal e teve fama de mulher implacável nos negócios e muito dura com seus funcionários e familiares, era a dona da cadeia de hotéis de luxo Helmsley.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,39
    3,771
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h22

    -0,03
    103.775,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host