UOL Eleição americana 2008UOL Eleição americana 2008
UOL BUSCA

05/11/2008 - 05h33

Vitória de Obama bate recorde de participação eleitoral nos EUA

Da AFP*
Em Washington (EUA)
Na vitória histórica do democrata Barack Obama, quase 66% dos eleitores registrados para as eleições presidenciais norte-americanas compareceram às urnas na terça-feira e resistiram às longas filas, de acordo com o site Real Clear Politics, o que significaria a maior taxa de participação desde 1908.

Primeiro presidente negro na história do país, a participação só pode ser comparada na história recente aos 63,1% de 1960, quando John Fitzgerald Kennedy (1917-1963) chegou ao poder.

O PRIMEIRO PRESIDENTE NEGRO
Reuters
Barack Obama foi eleito o 44º presidente dos Estados Unidos. Aos 47 anos, ele torna-se o primeiro negro a governar o país, ao derrotar o rival republicano John McCain.

Depois de oito anos do governo republicano de George W. Bush, os norte-americanos aceitaram a proposta repetida pelo novo eleito. Bradando lemas como "Precisamos de mudança", Obama substituirá um líder que chegou a ser aclamado pelo pulso firme na guerra antiterrorismo, mas que deixou o posto desgastado por duas guerras, além da recente crise financeira.
Leia mais
Assista ao discurso
Leia o discurso na íntegra
John McCain admite derrota
A organização das eleições é uma atribuição de cada Estado e um número definitivo da participação só costuma ser divulgado após os resultados finais. Em 2004, o número de registrados era de 135 milhões e compareceram às urnas pouco mais de 80 milhões (59%).

As eleições também representaram um recorde de arrecadação para uma campanha eleitoral: Obama conseguiu mais de US$ 640 milhões até meados de outubro, segundo dados oficiais.

Discurso da vitória
No início da manhã desta quarta-feira (horário de Brasília), Obama foi saudado por uma multidão em Chicago, onde ele realizou seu primeiro pronunciamento como presidente dos Estados Unidos. O presidente recém-eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, voltou a evocar o espírito de mudança, tão presente na sua campanha.

"A mudança está chegando aos Estados Unidos", bradou. Trazendo uma mensagem cheia de esperança, porém sem nenhuma idéia concreta do que realmente irá fazer na Casa Branca, Obama disse que "os Estados Unidos são o lugar onde tudo é possível."

"O sonho permanece vivo. Hoje é o dia da resposta para as suas dúvidas. Vocês colocaram as mãos no arco da história e escolheram a esperança de um novo dia", declarou.

Seguidores em todo o mundo comemoram
Obama elogiou os membros de sua campanha e afirmou ter feito "a melhor campanha da história com a melhor equipe". O presidente eleito também agradeceu sua família, seu companheiro de chapa, Joe Biden, e todos aqueles que votaram e o apoiaram. Emocionado, Obama lembrou sua avó, que morreu um dia antes de sua vitória nas urnas. "Ela está olhando por nós".

O democrata também elogiou o patriotismo e a luta de seu adversário, o republicano John McCain, e prometeu que irão trabalhar juntos pelo bem do país. A crise não foi esquecida no discurso da vitória. Obama disse que Wall Street não pode ser bem sucedida quando as outras ruas (streets, em inglês) estiverem mal. Os "inimigos" dos EUA também foram citados pelo presidente. "Aqueles que querem derrubar o mundo, nós vamos derrubar vocês", ameaçou.

Sob gritos de "yes, we can" (sim, nós podemos - o slogan da campanha), Obama falou que não sabe se conseguirá fazer todo o necessário em um ano ou um mandato, mas prometeu fazer tudo o que for preciso.

Outra promessa feita foi a de reunificar os Estados Unidos, divididos, segundo Obama, por questões de partido, cor, raça, gênero, entre outras. "Vou usar a humildade e determinação para curar as divisões que seguram o progresso. Como Lincoln disse para uma nação ainda mais dividida: não somos inimigos, mas amigos".

Clique no mapa para acompanhar a apuração em todos os Estados:


*Atualizada às 11h
Mais
Obama é o 1º negro eleito presidente dos EUA
Chicago explode de alegria com anúncio da vitória de Obama
Relembre os oito anos do governo Bush
Assista ao discurso da vitória de Obama
McCain admite derrota e fala em ajudar Obama
Bush parabeniza Obama por sua "fantástica noite" de vitória
Michelle Obama, uma primeira-dama negra na Casa Branca
Vice Joe Biden será embaixador de Obama
Veja o placar das eleições nos EUA
Especial de eleição americana

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mais notícias

Shopping UOL