UOL Últimas Notícias - Papa no BrasilUOL Últimas Notícias - Papa no Brasil
UOL BUSCA

O Papa no Brasil

Divulgação

Joseph Ratzinger

"O Sal da Terra - O cristianismo e a Igreja Católica no limiar do terceiro milênio"

Editora: 
Imago
Preço médio: 
R$38

Lançado no Brasil em 1997, quando Joseph Ratzinger ainda ocupava o cargo de prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, o ex-Santo Ofício, o livro discute questões controversas como a infalibilidade do papa, o celibato clerical, a contracepção, o ecumenismo, os impostos pagos à Igreja e o segundo casamento.

As observações do Panzerkardinal - ou "cardeal blindado", como era conhecido na época - surgem como um contraponto às chamadas "Petições do povo de Deus", apresentadas pelo movimento Nós Somos a Igreja, de contestação à política da Santa Sé. Ratzinger faz uma defesa incondicional das leis e reafirma os valores católicos em um momento em que a Igreja perdia fiéis em todo o mundo.

Divulgação

Joseph Ratzinger

"Compreender a Igreja hoje - Vocação para a comunhão"

Editora: 
Vozes
Preço médio: 
R$13

Em 1990, um curso de teologia realizado no Rio de Janeiro contou com um texto especialmente redigido por Joseph Ratzinger para a ocasião. Neste livro, o leitor confere a íntegra do trabalho, além de uma conferência pronunciada pelo então cardeal no mesmo ano.

O teólogo, que já era considerado um dos maiores intelectuais do Vaticano, expõe algumas de suas principais idéias sobre o ministério papal e a estrutura da Igreja Católica. "A Igreja é a assembléia e a purificação, para Deus, dos homens provenientes de todos os quadrantes da Terra", escreve Ratzinger na obra, que virou referência para vários religiosos brasileiros.

Divulgação

Joseph Ratzinger

"Introdução ao cristianismo"

Editora: 
Loyola
Preço médio: 
R$33

De 1962 a 1965, autoridades de toda a Igreja se reuniram para discutir os rumos da fé e as leis que orientam o catolicismo. No Concílio Vaticano II, convocado pelo papa João 23 e finalizado sob o pontificado de Paulo 6º, o teólogo Joseph Ratzinger começou a se colocar como um dos principais pensadores da Igreja.

Figura de destaque durante os três anos de debates e, principalmente, no período que se seguiu ao Concílio, Ratzinger escreveu "Introdução ao Cristianismo" como uma síntese do Credo, a reunião dos dogmas da Igreja. Na obra, o teólogo procura mostrar os caminhos do catolicismo em meio à modernidade do século 20.

Divulgação

Bento 16

"Lembranças da minha vida"

Editora: 
Paulinas
Preço médio: 
R$17

Teólogo brilhante, ex-nazista ou inquisidor? Quem é o homem que se tornou o papa Bento 16? Neste livro, Joseph Ratzinger conta com suas próprias palavras sua trajetória de vida, da relação com os familiares aos tempos de professor em universidades da Alemanha.

O pontífice fala sobre os motivos que o levaram a abraçar o sacerdócio, suas alegrias e tristezas pessoais, a relação conturbada do pai policial com o nazismo, sua entrada para o seminário e sua participação na Segunda Guerra Mundial - um assunto espinhoso, que gerou polêmica em 2005, quando Ratzinger se tornou o papa.

Divulgação

Joseph Ratzinger e Christoph Schönborn

"Breve introdução ao catecismo da Igreja Católica"

Editora: 
Santuário
Preço médio: 
R$12

Publicada no fim do século 20, esta é mais uma obra de autoria de Joseph Ratzinger que gerou críticas ásperas de alguns setores de dentro e de fora da Igreja, no período em que ele ainda ocupava o cargo de prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé. Em parceria com o bispo-auxiliar Christoph Schönborn, que atuava como secretário de redação do catecismo, Ratzinger oferece indicações para quem vai se iniciar na leitura e no estudo do tema.

O livro aborda a pré-história do catecismo, seus métodos, linhas mestras e textos principais, além de trazer uma breve introdução para cada uma das quatro partes dos ensinamentos.

Divulgação

Congregação para a Doutrina da Fé

"Dominus Iesus"

Editora: 
Loyola
Preço médio: 
R$12

Lançada em nome da Congregação para a Doutrina da Fé, o ex-Santo Ofício, a declaração "Dominus Iesus" não é de autoria direta de Joseph Ratzinger, mas produto de uma série de estudos e debates desenvolvidos dentro da instituição. O texto foi divulgado em 2000 para reafirmar a idéia de que a Igreja Católica é a única a representar o Cristo - uma contraposição às idéias liberais de outras religiões cristãs.

Alvo de críticas e acusada de conservadora, a "Dominus Iesus" foi também assinada por Ratzinger, pelo arcebispo Tarcisio Bertone e pelo papa João Paulo 2º. Na prática, o texto representa a confirmação da fé da Igreja.

Divulgação

Bento 16

"A Igreja e a nova Europa"

Editora: 
Verbo
Preço médio: 
R$41

Com a derrota do comunismo e o fim da Guerra Fria, surge uma nova Europa, agora não mais separada por muros. Neste livro, o então cardeal Joseph Ratzinger discute os novos tempos e propõe que a ética seja colocada no centro da vida político-social européia.

Para ele, o Velho Continente, que no passado transferiu para outros países suas tensões e divisões, agora pode contribuir de forma decisiva para a paz e o desenvolvimento das nações.

Você manda O espaço feito com a sua participação

Você gostou da visita do papa ao Brasil? Faça um balanço

Opine Opine

A visita do representante de Jesus Cristo ao nosso país não poderia ter vindo em melhor hora. Felizmente ele trouxe para nós brasileiros cinco dias de inúmeras bênçãos, das quais estamos muito necessitados. Já fazia algum tempo que nos noticiários não se escutavam mais notícias boas, somente morte e violência...Nós brasileiros temos que a cada dia mais termos orgulho de ter nascido nessa pátria tão querida, ainda mais agora que com essa tão ilustre visita que nos agraciou com um santo originalmente brasileiro....Que Santo Antonio de Sant'Anna Galvão rogue por nós!!!!Marco Antonio Vieira - Ponta Porã/MS

Ver mais

Foi a algum evento
do papa e tirou foto? Envie para o UOL

Envie sua foto Envie sua foto

Foto enviada por
Juan Martinez

Ver mais

Shopping UOL