UOL Últimas Notícias - Papa no BrasilUOL Últimas Notícias - Papa no Brasil
UOL BUSCA

O Papa no Brasil

12/05/2007 - 12h51

"Deus vai lhes exigir satisfações", diz Bento 16 a traficantes

Da Redação
Em São Paulo*
Em seu quarto dia de visita ao Brasil, Bento 16 percorreu 60 km, do seminário Bom Jesus, em Aparecida, à Guaratinguetá, para conhecer o projeto de recuperação de dependentes químicos da Fazenda da Esperança. O papa ouviu relatos de ex-internos e voluntários do projeto e fez um alerta aos traficantes de drogas do Brasil e da América Latina.

"Digo aos que comercializam a droga que pensem no mal que estão provocando a uma multidão de jovens e de adultos de todos os segmentos da sociedade", afirmou o papa. "Deus vai lhes exigir satisfações."

PAPA VISITA GUARATINGUETÁ
Rogerio Cassimiro/Folha Imagem
Papa aplaude apresentação de jovens recuperandos
Crédito
Os jovens fizeram apresentações de dança e deram depoimentos
Crédito
Muitos fiéis acompanharam a visita do papa ao centro de reabilitação
Crédito
Vista aérea do público que acompanhou o papa na Fazenda
VEJA IMAGENS DA VISITA
LEIA DISCURSO DO PAPA
PAPA ADVERTE TRAFICANTES
TESTEMUNHOS EMOCIONAM
PAPA DOA US$ 100 MIL
Em discurso, Bento 16 elogiou o método para recuperação de dependentes de drogas criado pelo frei Hans Heinrich Stapel, em 1983. "Mediante uma terapia, que inclui a assistência médica, psicológica e pedagógica, mas também muita oração, trabalho manual e disciplina, já são numerosas as pessoas, sobretudo jovens, que conseguiram livrar-se da dependência química e do álcool e recuperar o sentido da vida", disse.

Fundada por freis franciscanos há 25 anos, a clínica recebe dependentes de crack, cocaína e heroína de todo o Brasil e de outros países, como a Rússia, para estadas de até um ano. Com um tratamento que consiste em acordar cedo, ter uma breve conversa matutina sobre uma citação da Bíblia, trabalhar várias horas, receber uma boa alimentação e rezar no fim do dia, a Fazenda da Esperança conseguiu alta taxa de sucesso.

Bento 16 aproveitou ainda a oportunidade para agradecer aos voluntários e às pessoas que, "material ou espiritualmente", contribuem com a Fazenda da Esperança na recuperação de pessoas com dependência química em todo o mundo. "Uma bênção especial vai para todas as pessoas amigas que a sustentam: autoridades, grupos de apoio e todos que amam a Cristo presente nestes seus filhos prediletos."

O resultado do tratamento da Fazenda da Esperança levou os religiosos a abrir outros projetos no Brasil e no restante do mundo, do México às Filipinas. São 43 fazendas atualmente. Cerca de 1.500 recuperandos estavam presentes à recepção ao papa.

Em outro momento, o papa lembrou o trabalho de grupos ligados à Igreja Católica que prestam serviços às comunidades. "Penso também nos muitos grupos de alcoólicos anônimos e de narcóticos anônimos, e na pastoral da sobriedade que já trabalha em muitas comunidades, prestando seus generosos auxílios em favor da vida."

Relatos

Bento 16 discursou depois de ouvir relatos de ex-internos e voluntários que atuam na Fazenda da Esperança. Em tom emocionado, o primeiro jovem brasileiro, recuperado ainda na década de 1980, lembrou como foi levado à Igreja por outro jovem católico e como o projeto foi fundamental para sua vida.

Um jovem voluntário, nascido na Alemanha, contou sua trajetória de recuperação e ressaltou o trabalho realizado na Fazenda da Esperança. "Hoje tenho quatro filhos naturais e dois de criação", disse.

Outro voluntário, também alemão, disse que chegou à Fazenda da Esperança para cumprir o serviço civil obrigatório na Alemanha - e não por ter algum tipo de dependência química. A experiência no projeto de Berlim, segundo ele, fez com que desejasse continuar no voluntariado católico. "Lá, eu descobri a felicidade da minha comunidade. Lá, vi a mudança na minha vida e na vida de meus companheiros. Quando meu serviço civil terminou, decidi continuar na fazenda e parar meus estudos", afirmou.

Em um momento de emoção, um jovem voluntário russo comentou que, durante o regime comunista, era até mesmo proibido ler o evangelho na Rússia. Segundo ele, foi o projeto criado por Hans Stapel que o ajudou a superar o problema com as drogas. "Hoje estou aqui, com minha mulher, para agradecer."

* Com informações da Reuters

Você manda O espaço feito com a sua participação

Você gostou da visita do papa ao Brasil? Faça um balanço

Opine Opine

A visita do representante de Jesus Cristo ao nosso país não poderia ter vindo em melhor hora. Felizmente ele trouxe para nós brasileiros cinco dias de inúmeras bênçãos, das quais estamos muito necessitados. Já fazia algum tempo que nos noticiários não se escutavam mais notícias boas, somente morte e violência...Nós brasileiros temos que a cada dia mais termos orgulho de ter nascido nessa pátria tão querida, ainda mais agora que com essa tão ilustre visita que nos agraciou com um santo originalmente brasileiro....Que Santo Antonio de Sant'Anna Galvão rogue por nós!!!!Marco Antonio Vieira - Ponta Porã/MS

Ver mais

Foi a algum evento
do papa e tirou foto? Envie para o UOL

Envie sua foto Envie sua foto

Foto enviada por
Juan Martinez

Ver mais

Shopping UOL