UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 Internacional

17/12/2005 - 19h01
Edinho, filho de Pelé, é libertado após seis meses de prisão

SÃO PAULO (Reuters) - O ex-goleiro Edinho, filho de Pelé, deixou neste sábado a penitenciária de Tremembé (SP), onde estava preso havia seis meses por tráfico de drogas, beneficiado por uma liminar concedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na sexta-feira.

Um funcionário do presídio, que não quis se identificar, disse que Edinho deixou a penitenciária por volta das 17h55 deste sábado acompanhado de seu advogado, Sidney Gonçalves.

Após ser informado da liminar que concedeu habeas corpus a Edinho na sexta-feira, Gonçalves viajou da Praia Grande, litoral sul de São Paulo, para apresentar a liminar na penitenciária e libertar o ex-goleiro em Tremembé, no interior do Estado, onde ele estava preso.

A liminar foi concedida pelo ministro Cezar Peluso, do STF, e permite a Edinho responder ao processo em liberdade condicional.

Edson Cholbi do Nascimento, o Edinho, 34, foi preso no dia 6 de junho por seu suposto envolvimento com o traficante Ronaldo Duarte Barsotti, o Naldinho, apontado como líder de uma quadrilha de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, ligada às facções criminosas PCC e Comando Vermelho (CV).

Em depoimento, Edinho admitiu apenas ser usuário e dependente de maconha.

Mas o Denarc, órgão da polícia paulista responsável pela investigação de crimes relacionados a narcóticos, informou que há gravações telefônicas que apontam o envolvimento de Edinho com o traficante.

Segundo o Denarc, ele conversou várias vezes com Naldinho, filho do ex-jogador do Santos Pitico, amigo de Pelé, sobre formas de investimento de dinheiro.

(Fabio Murakawa)

SÃO PAULO (Reuters) - O ex-goleiro Edinho, filho de Pelé, deixou neste sábado a penitenciária de Tremembé (SP), onde estava preso havia seis meses por tráfico de drogas, beneficiado por uma liminar concedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na sexta-feira.

Um funcionário do presídio, que não quis se identificar, disse que Edinho deixou a penitenciária por volta das 17h55 deste sábado acompanhado de seu advogado, Sidney Gonçalves.

Após ser informado da liminar que concedeu habeas corpus a Edinho na sexta-feira, Gonçalves viajou da Praia Grande, litoral sul de São Paulo, para apresentar a liminar na penitenciária e libertar o ex-goleiro em Tremembé, no interior do Estado, onde ele estava preso.

A liminar foi concedida pelo ministro Cezar Peluso, do STF, e permite a Edinho responder ao processo em liberdade condicional.

Edson Cholbi do Nascimento, o Edinho, 34, foi preso no dia 6 de junho por seu suposto envolvimento com o traficante Ronaldo Duarte Barsotti, o Naldinho, apontado como líder de uma quadrilha de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, ligada às facções criminosas PCC e Comando Vermelho (CV).

Em depoimento, Edinho admitiu apenas ser usuário e dependente de maconha.

Mas o Denarc, órgão da polícia paulista responsável pela investigação de crimes relacionados a narcóticos, informou que há gravações telefônicas que apontam o envolvimento de Edinho com o traficante.

Segundo o Denarc, ele conversou várias vezes com Naldinho, filho do ex-jogador do Santos Pitico, amigo de Pelé, sobre formas de investimento de dinheiro.

(Fabio Murakawa)

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

UOL Mídia Global
Brasil mancha conquistas na energia com atraso na exploração do gás natural
Folha Online Mundo
Ministro de Aviação renuncia após acidente aéreo na Índia
UOL News
Silêncio marca início de três dias de luto oficial na China