UOL Notícias Internacional
 

18/08/2009 - 16h42

Imagem de Obama retratado como o Coringa foi feita por estudante entediado, diz jornal

Do UOL Notícias*
Em São Paulo
O rosto de Barack Obama com as cores do Coringa, imagem que intrigou os Estados Unidos nas últimas semanas, não é obra de um direitista raivoso ou de um artista de vanguarda. Segundo o jornal Los Angeles Times, o autor da montagem é um estudante de História entediado, que estava brincando com um editor de imagem quando surgiu a ideia de alterar a fotografia.
  • Robin Beck/AFP

    Imagem feita por Alkhateed aparece em pilares de Los Angeles com o adendo "socialismo"


Firas Alkhateed, 20, estava em férias da faculdade e experimentava como retocar suas fotos pessoas com o Adobe Photoshop. Usando um tutorial online e a capa da revista Time de 23 de outubro do ano passado, ele gastou cinco horas para concluir a polêmica imagem do presidente com os traços do Coringa consagrado pelo ator Heath Ledger no último filme do Batman, "Cavaleiro das Trevas".

Imagem feita por Alkhateed

  • Reprodução/Los Angeles Times

    Imagem publicada no Los Angeles Times

O trabalho foi publicado em sua página no Flickr em janeiro e em poucos meses contava 20.000 visualizações, segundo ele relatou ao jornal. A foto só causaria polêmica nacional, contudo, depois de ser novamente retocada por um desconhecido - que apagou as inscrições "TIME", acrescentou a palavra "socialismo" e espalhou a foto por Los Angeles e outras cidades dos Estados Unidos.

A imagem original no Flickr foi removida pelo próprio site, conta Alkhateed, porque poderia estar infringindo copyright da revista. O estudante nega que tentou apagar as evidências que levavam até ele, mas confirma que tentou se manter discreto.

"Depois que Obama foi eleito, você tinha todas essas pessoas que basicamente enxergavam nele a volta de Jesus Cristo", Alkhateeb afirma, justificando por que não gostaria de ter seu nome vinculado a algum tipo de crítica a Obama.

"Eu me abstive nas votações presidenciais em novembro", continua. "Morando em Illinois, meu voto significava quase nada, já que não havia chance de Obama perder o Estado". Se tivesse que apoiar um candidato presidencial, ele cita o democrata quase desconhecido Dennis Kucinich.

"Em termos de política doméstica, eu não acho que ele [Obama] esteja fazendo grande coisa pelo país nesse momento. Nós não temos que 'idolatrar' o cara como se fosse um herói", afirma.

Apesar de criticar Obama, ele reitera que não era sua intenção fazer "arte política". E discorda do uso que a imagem recebeu com a inscrição "socialismo": "Realmente não faz o menor sentido pra mim."

"Acusá-lo de socialista é realmente... imaturo. Antes de tudo, quem disse que ser um socialista é demoníaco?", acrescenta.

*Com informações do L. A. Times

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,85
    3,308
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h11

    0,30
    72.649,44
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host