UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 

05/07/2007 - 10h55
Lula anuncia conferência internacional sobre biocombustível

Bruxelas, 05 Jul (Lusa) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira em Bruxelas que o Brasil convocará uma conferência internacional, para julho de 2008, no Rio de Janeiro, sobre os biocombustíveis.

"Desejo que a conferência do Rio constitua um marco histórico importante para impor os biocombustíveis no centro da nossa resposta ao grande desafio do século 21", disse.

O anúncio foi feito durante uma conferência internacional sobre biocombustíveis, convocado pela Comissão Européia (braço executivo da UE). Participam do encontro, além de Lula, o premiê luso José Sócrates (atual presidente da UE) e o presidente da Comissão Européia, José Manuel Durão Barroso.

A conferência organizada pelo Executivo da UE tem como objetivo lançar o debate sobre o desenvolvimento de um mercado internacional de produção, utilização e comércio de biocombustíveis.

Produção de alimentos

Lula também desvalorizou os receios daqueles que pensam que a produção de biocombustíveis vai utilizar áreas que normalmente seriam usadas para produzir alimentos ou destruir espaços como a floresta amazônica.

"Se a Amazônia fosse importante para plantar a cana-de-açúcar, os portugueses, que introduziram a planta no Brasil há tantos séculos atrás, já o teriam feito na Amazônia", disse o presidente brasileiro.

Os biocombustíveis, que podem ser feitos de cana-de-açúcar, milho, óleo de palmeira e outros produtos agrícolas, têm sido vistos por muitos como uma forma mais limpa e barata de abastecer as necessidades energéticas do mundo, sem recorrer aos combustíveis fósseis, como o petróleo.

Barreiras

No evento, Lula voltou a apelar para que os países ricos derrubem as barreiras ao comércio e permitam aos menos desenvolvidos exportar produtos agrícolas e biocombustíveis.

"Não estamos aqui para escolher entre comida e energia", disse o presidente brasileiro, que incentivou os países desenvolvidos a acabar com as "distorções" ao comércio internacional, que impedem os menos desenvolvidos de exportar bens agrícolas.

O presidente brasileiro pediu aos europeus para olharem para os biocombustíveis com o "olhar de cidadãos do mundo" e esquecerem a lógica a que estão habituados.

É importante perceber que há "países que têm terra e sol, mas que não conseguem plantar", porque os seus produtos não são escoados em seguida para os mercados internacionais, disse Lula, que ressaltou a importância de acabar com uma situação em que "os ricos ficam mais ricos e os pobres ainda mais pobres".

UOL Celular

Acompanhe as notícias do UOL no seu celular: wap.uol.com.br


Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA