UOL Notícias Notícias
 

19/12/2009 - 12h31

ONU pede união de esforços no dia mundial da solidariedade

Lisboa, 19 dez (Lusa) - O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, celebra neste domingo o Dia Internacional da Solidariedade pedindo a união de esforços, em um ano em que 100 milhões de pessoas se tornaram pobres devido à crise econômica e financeira.

"Se alguma vez houve um momento para nos unirmos numa causa comum, esse momento é agora", afirmou Ban em mensagem por ocasião do Dia Internacional da Solidariedade.

O secretário-geral da ONU lembra que a data tem raiz na declaração adotada na Cúpula do Milênio, em 2000, quando os governos incluíram a solidariedade entre os valores fundamentais para as relações internacionais do século 21.

"Este dia internacional tem um significado a mais este ano", afirmou o responsável das Nações Unidas, que lembrou que a crise econômica e financeira causou o empobrecimento de 100 milhões de pessoas em 2009.

Ban ressaltou que as mudanças climáticas representam uma ameaça urgente e universal, colocando em risco a segurança alimentar e o acesso à água e aumentando a ocorrência de tragédias climáticas.

"Estas crises não podem ser abordadas por Estados individuais e afetam desproporcionalmente os mais pobres e vulneráveis, que estão menos equipados para lidar com elas", afirmou o secretário-geral.

Ban pediu aos países que renovem o "compromisso com a solidariedade humana e a ação coletiva para construir um mundo melhor e mais seguro para todos".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    -0,07
    5,344
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,61
    99.160,33
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host