UOL Notícias Notícias
 

30/12/2009 - 17h02

Portugal deve investir para atrair imigrante, diz comissária

Lisboa, 30 dez (Lusa) ? O Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural de Portugal (Acidi) acredita que os grandes investimentos públicos farão os imigrantes permanecerem no país, e atrairão mais pessoas à nação europeia.

Após a assinatura de um protocolo, em Lisboa, com a União Geral de Trabalhadores (UGT), a alta comissária, Rosário Farmhouse, analisou números do Instituto Nacional de Estatística português (INE) que indicam que o país se tornou cada vez menos atraente para os imigrantes.

A responsável lembrou que, no contexto da crise, o "fluxo" de mobilidade de pessoas está "estagnado em todo o mundo".

Para Farmhouse, se há dificuldades generalizadas as pessoas podem preferir continuar em seu país. No entanto, ela admitiu que o número de imigrantes em Portugal pode aumentar por causa dos reagrupamentos por amizade ou família, como acontece, por exemplo, na comunidade imigrante ucraniana.

"Se a Economia começar a se desenvolver e houver a aposta nas grandes obras públicas, acredito que os imigrantes fiquem e que outros possam vir", acrescentou.

O secretário-geral da UGT, João Proença, lembrou que muitos dos imigrantes que saem de Portugal não voltam a seus países de origem, mas mantêm um fluxo de imigração.

Ele prevê que, atualmente, de 8% a 10% da população ativa portuguesa seja imigrante.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    1,12
    5,427
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h19

    0,89
    101.353,45
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host