UOL CelebridadesUOL Celebridades
UOL BUSCA

28/05/2007 - 23h59

Riyo Mori, do Japão, é eleita Miss Universo 2007; brasileira fica em segundo

Pedro Cirne
Na Cidade do México
Fabrício de Castro
Da Redação
O tabu continua. Desde 1968, quando a baiana Martha Vasconcelos sagrou-se Miss Universo, nunca mais uma brasileira conquistou o título. Na noite desta segunda-feira (madrugada de terça no Brasil), a Miss Riyo Mori, do Japão, foi coroada Miss Universo 2007. O concurso foi realizado no Auditório Nacional da Cidade do México, e a nova detentora do título de mais linda do mundo derrotou 76 candidatas.

Kim Kyung-Hoon/Reuters
Japonesa Riyo Mori é eleita a mulher mais bonita do mundo
IMAGENS DA VITÓRIA
ENTREVISTA APÓS O ANÚNCIO
A mineira Natália Guimarães, 22 anos, ficou em segundo lugar. Uma brasileira não ficava entre as cinco finalistas desde 1981, quando a gaúcha Adriana Alves de Oliveira conquistou a quarta colocação.

Ly Jonaitis, da Venezuela, foi a terceira colocada. Honey Lee, da Coréia do Sul, e Rachel Smith, dos Estados Unidos, ficaram na quarta e na quinta posição, respectivamente ."

O charmoso concurso (e bota charme aí) começou com as 77 candidatas apresentando-se para os jurados e o público. As 15 classificadas à fase seguinte haviam sido escolhidas na quarta passada na chamada noite de apresentação, quando um júri definiu as beldades que seguiriam adiante.

O nome das 15 permaneceu em segredo até a noite desta segunda. Além das cinco que seguiriam para a final, também avançaram Farung Yuthithum (Tailândia), Zaklina Sojic (Dinamarca), Xiomara Blandino (Nicarágua), Micaela Reis (Angola), Tjasa Kokalj (Eslovênia), Puja Gupta (Índia), Rosa Maria Ojeda Cuen (México), Lyudmila Bikmullina (Ucrânia), Flaviana Matata (Tanzânia) e Lucie Hadasová (República Tcheca).

Destas 15, avançaram apenas dez: Micaela Reis (Angola), Puja Gupta (Índia), Flaviana Matata (Tanzânia), Xiomara Blandino (Nicarágua) e Rosa Maria Ojeda Cuen (México), além das cinco finalistas.

Das dez, sobraram apenas cinco, que participaram da prova da pergunta. Os dez jurados haviam preparado questões, e seus nomes estavam em uma caixa. A finalista sorteou o nome do jurado para responder à sua questão. Cada miss respondeu a uma pergunta.

Neste momento, houve uma cena rara em concursos de Miss Universo: uma candidata foi vaiada. A norte-americana Rachel Smith, que havia tomado um tombo cinematográfico enquanto desfilava com o vestido de gala, foi muito vaiada pelo público. Parte dos presentes gritava "México, México". Rosa Maria Ojeda Cuen, a miss mexicana, havia sido eliminada na etapa anterior.

Depois da prova da pergunta, o júri votou, e finalmente foi anunciada a decisão. Riyo Mori, do Japão, é a mulher mais linda do universo!

RBD e mais prêmios
A noite teve direito a um minishow do sexteto mexicano RBD e outros prêmios, além do principal.

Uma curiosidade: meia-hora antes de o concurso começar, perguntaram aos integrantes do RBD quais misses seriam favoritas além de sua compatriota mexicana. A morena Maite respondeu na hora: "a Miss Brasil".

Anna Theresa Licaros, das Filipinas, volta para casa com o título de Miss Fotogenia. E Ningning Zhang, da China, é a nova Miss Simpatia, em eleição realizada pelas candidatas ao Miss Universo.
RECEBA O BOLETIM
UOL DIVERSÃO E ARTE

Shopping UOL