UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 Internacional

17/03/2006 - 19h26
Bebedeira do "Botellón" reúne milhares de jovens na Espanha

MADRI (Reuters) - Milhares de adolescentes e jovens lotaram as ruas espanholas na sexta-feira para beberem sem parar, desafiando as leis contra a prática do "botellón" ("garrafão").

Em Granada, no sul do país, a polícia disse que 25 mil pessoas participaram do "botellón", interditando uma avenida importante. "Nunca vimos nada assim em Granada", disse um porta-voz policial à Reuters. "Não há dúvida de que é o maior 'botellón' da Espanha, deve haver de 20 a 25 mil pessoas."

Os participantes para os "macrobotellones" foram convocados por mensagens de celular em 20 cidades. As autoridades, por sua vez, pediam aos pais que mantivessem seus filhos sob controle e alertavam para os perigos do álcool.

O "botellón", um dos itens mais deprimentes da vida noturna espanhola nos últimos anos, é resultado do tédio dos adolescentes dentro de casa e da sua falta de dinheiro para frequentar bares. Os adolescentes juntam dinheiro entre si para comprar cerveja, destilados e vinho barato em mercearias e se sentam nas praças, bebendo a noite inteira.

Alarmados com o barulho, o cheiro de urina e vômito nas ruas e os casos de internação por excesso de bebida, muitos municípios aprovaram leis proibindo o consumo de álcool nas ruas.

A polícia agora patrulha as maiores praças nos fins de semana, retirando os jovens e seus garrafões de "calimocho"-- mistura de vinho tinto e coca-cola-- e outros coquetéis feitos com bebidas baratas.

Neste fim de semana, os jovens parecem dispostos a enfrentar as leis.

Alguns municípios, como Sevilha, Granada e Valladolid, autorizaram reuniões em locais específicos, embora em Sevilha a chuva forte tenha desanimado muitos bebedores.

O "botellón" de Granada foi o primeiro a começar, com milhares de jovens reunidos, apesar da vigilância do governo.

Em Madri, a polícia disse que vai impedir as reuniões e multar em 300 euros quem estiver portando álcool. Cerca de 300 policiais vão vigiar as duas praças da capital preferidas pelos participantes dos "botellones". Os jovens que aparecerem serão revistados.

Em Barcelona, a polícia pretende proibir o porte de bebidas ou copos nas Ramblas, a alameda mais famosa da cidade.

As autoridades de Granada foram mais liberais, liberando uma avenida da periferia para que os jovens se divirtam durante a noite sem perturbar o resto da cidade.

A preocupação é que, se a polícia for dura, os jovens se rebelem ainda mais.

"Não deveríamos dramatizar demais a situação", disse o influente jornal El País. "A dificuldade será aplicar a lei com moderação. Qualquer outra coisa só vai acender o pavio."

(Por Jane Barrett e Joe Ortiz)

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA