UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 

15/09/2006 - 07h10
"Military chic" é declaração de moda ou de política?

Reuters

'Military chic' é declaração de moda ou de política?

'Military chic' é declaração de moda ou de política?

Por Claudia Parsons

NOVA YORK (Reuters) - Uma turista espanhola de 14 anos que passeia por Manhattan com sua família, um dentista inglês de 30 anos e a filha de militares norte-americanos provavelmente têm pouco em comum, com exceção da roupa que usam: calças cargo de estampa militar, tipo camuflagem.

Enquanto modelos exibem as tendências mais recentes da moda primavera durante a Semana de Moda de Nova York, as roupas de inspiração militar para o outono e o inverno estão em alta. Varejistas oferecem desde tênis camuflagem com lantejoulas até bolsas cáqui estampadas, jaquetas com cintos e dragonas militares e austeras botinas pretas.

O que será que move essa demanda por estilos militares?

Com os Estados Unidos travando guerras no Iraque e no Afeganistão, imagens de soldados em uniformes cáqui aparecem diariamente na televisão.

"Os acontecimentos mundiais muitas vezes influem sobre a moda, e é por isso que estamos vendo esse elemento militar", diz Sherry Maysonave, consultora de imagem e autora de "Casual Power".

"Essas imagens exercem um efeito sobre nosso psiquismo. A moda camuflagem é uma tendência enorme no momento, não apenas na moda adulta, mas até mesmo em roupas de crianças e bebês".

Mas a espanhola Lourdes Moreno, de 14 anos, de Málaga, deu de ombros quando indagada sobre as conotações militares de sua calça cargo capri. "Gosto de coisas modernas, só isso", respondeu.

Whaseka Horne, de 23 anos, que distribuía folhetos em frente ao local dos desfiles de moda em Manhattan, disse que seu pai e sua mãe integram as forças armadas, de modo que está acostumada a usar roupas de estilo militar.

"Antes do 11 de Setembro, eu era contra a idéia de as pessoas usarem uniformes militares. Achava isso brega", disse ela. "Mas depois do 11 de Setembro, passei a entender. As pessoas querem demonstrar seu apoio. A tendência cresceu muito desde o 11 de Setembro, então acho que o patriotismo deve ser uma das razões".

Ruel Macaraeg, palestrante no simpósio do Fashion Institute of Technology (FIT) que vai marcar a abertura de uma exposição intitulada "Amor & Guerra: A Mulher Armada", disse que o look militar na moda tem um histórico longo que é ligado à aquisição de poder.

"Não se vêem pessoas que já têm poder usando essa moda", ele disse à Reuters. "Não se vêem banqueiros ou corretores de ações usando essas roupas. Você vê pessoas que fazem parte de minorias, mulheres ou outras pessoas que têm pouco poder recorrendo a esse simbolismo".

Nas passarelas da semana de moda, onde as tendências estão seis meses à frente daquilo que os consumidores de fato compram, o look feminino "baby-doll" para a primavera estava mais em evidência do que o visual militar duro.

Na exposição "Amor & Guerra", a diretora do Museu FIT, Valerie Steele, estava tendo dificuldade em tirar um cigarro de sua bolsa minúscula devido à réplica de luva militar que usava na mão.

Steele disse que planejou a exposição um ano e meio atrás. "Me sinto justificada, agora que a idéia mostrou ter previsto o que estava por vir", disse ela.

No parque Bryant, o turista Daniel Beaumont, dentista da cidade inglesa York, disse que sua calça de estampa camuflagem não constitui uma declaração política, nem declaração de moda. Ele a comprou perto do Times Square, quando precisava de uma troca rápida de roupa e a escolheu porque é confortável, leve e barata. "Acho que eu não gostaria de me alinhar com as forças armadas americanas", acrescentou.

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS   IMPRIMIR   ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA