UOL Notícias Notícias
 

21/07/2008 - 22h30

Entenda o conflito da Bósnia e a prisão de Karadzic

Em Sarajevo

O ex-presidente servo-bósnio Radovan Karadzic foi preso na segunda-feira na Sérvia e deve ser julgado pelo tribunal da ONU em Haia por crimes de guerra, crimes contra a humanidade e genocídio -- embora seus seguidores digam que ele apenas defendia o seu povo durante a Guerra da Bósnia.

A seguir, uma breve cronologia daquele conflito:

1992

29.fev-1.-mar -- Os muçulmanos e croatas da Bósnia votam pela independência em relação à Iugoslávia, num referendo boicotado pelos sérvios.

6.abr -- A União Européia reconhece a independência Bósnia. Começa a guerra, e os sérvios, sob a liderança de Radovan Karadzic, cercam a capital, Sarajevo. Eles ocupam 70 por cento do país, matando e perseguindo os muçulmanos e croatas a fim de estabelecer uma República Sérvia.

Maio -- A ONU impõe sanções à Belgrado por apoiar os rebeldes de etnia sérvia na Croácia e na Bósnia.

1993

Jan -- Iniciativas de paz fracassam, e os muçulmanos e croatas, antes aliados, passam a guerrear entre si.

Abr -- A ONU declara Srebrenica, Zepa e Gorazde, no leste da Bósnia, como "áreas protegidas". A Unprofor (Força de Proteção da ONU) envia tropas, e os ataques servo-bósnios param. Mas as cidades permanecem isoladas, e poucos comboios humanitários chegam até lá nos dois anos seguintes.

1994

Mar -- Um acordo mediado pelos EUA encerra o conflito entre muçulmanos e croatas, que formam uma federação.

1995

Mar -- O presidente servo-bósnio, Radovan Karadzic, ordena o isolamento total de Srebrenica e Zepa, impedindo o acesso de todos os comboios humanitários.

9.jul -- Karadzic renova a ordem de conquistar Srebrenica.

11.jul -- Tropas servo-bósnias, sob o comando do general Ratko Mladic, capturam o encrave do leste do país e a "área de segurança" da ONU em Srebrenica. Na semana seguinte, cerca de 8.000 homens e meninos muçulmanos são mortos. Karadiz e Mladic são indiciados pelo tribunal da ONU em Haia pelo cerco a Sarajevo.

Ago -- A Otan bombardeia as tropas servo-bósnias.

21.nov -- Depois dos bombardeios da Otan contra os servo-bósnios, os presidentes Alija Izetbegovic (líder muçulmano da Bósnia); Franjo Tudjman (Croácia) e Slobodan Milosevic (Sérvia) aceitam o acordo mediado pelos EUA em Dayton (Ohio).

14.dez -- Os três líderes assinam o acordo de Dayton em Paris, permitindo a entrada dos 66 mil soldados da Força de Implementação da Otan na Bósnia. A comunidade internacional estabelece uma presença permanente no país por intermédio de um supervisor internacional da paz.

1996

Jul -- O Ocidente obriga Karadzic a deixar a liderança servo-bósnia.

Set -- Partidos nacionalistas vencem a primeira eleição do pós-guerra, confirmando a divisão étnica da Bósnia.

1997

Fora do poder, Karadzic cai na clandestinidade.

2002

12.fev -- O ex-presidente iugoslavo Slobodan Milosevic é levado a julgamento por 66 acusações de genocídio e crimes de guerra na Bósnia, na Croácia e em Kosovo.

2003

Dez -- Um ex-comandante da Otan diz ao tribunal que Milosevic sabia dos planos servo-bósnios de massacrar muçulmanos em 1995 na Bósnia.

2004

11.jun -- Sob pressão internacional, o governo servo-bósnio finalmente admite que os sérvios massacraram milhares de muçulmanos em Srebrenica sob ordens de Karadzic.

2006

11.mar -- Milosevic é achado morto na sua cela, em Haia.

2008

21.jul -- A Sérvia anuncia a prisão de Karadzic.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host
    O ex-presidente servo-bósnio Radovan Karadzic foi preso na segunda-feira na Sérvia e deve ser julgado pelo tribunal da ONU em Haia por crimes de guerra%>