UOL Notícias Cotidiano
 

04/06/2009 - 14h20

Cerca de 2.000 pessoas vão a culto ecumênico no Rio para lembrar passageiros de Airbus

Isabela Vieira
Da Agência Brasil
Cerca de 2.000 pessoas lotaram hoje (4) a igreja da Candelária, no centro do Rio de Janeiro, durante culto ecumênico em memória dos passageiros do Airbus A330. O avião desapareceu na madrugada da última segunda-feira (1º), quando fazia a rota Rio de Janeiro-Paris.

Além de parentes e amigos de passageiros, estiveram presentes funcionários da companhia aérea Air France e autoridades brasileiras e francesas. O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, representou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva na celebração.

Amorim lembrou as semelhanças entre o Brasil e a França e pediu que os dois países mantenham uma ligação marcada pelo bom convívio.

"Expressei perplexidade diante dessa fatalidade, sobretudo, em uma rota mágica que une duas cidades [Rio de Janeiro e Paris], onde há muito convívio cultural, sonhos, alegrias, e que, dessa vez, foi marcada por uma tragédia", acrescentou.

O chanceler francês, Bernard Kouchner, que também participou da celebração, mencionou o culto ecumênico realizado ontem (3) em Paris, na catedral de Notre Dame. Ele disse que o sofrimento das famílias brasileiras e francesas é o mesmo neste momento.

"Vim de Paris para dizer a vocês que, de ambos os lados do Atlântico, há alegria, mas hoje a dor é sentida da mesma forma."

Também participaram do culto ecumênico o prefeito do Rio, Eduardo Paes, o governador do estado, Sérgio Cabral, e o cônsul da França no Rio de Janeiro, Hugues Goisbault.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host