UOL Notícias Cotidiano
 

05/06/2009 - 17h17

Força-tarefa é montada em Recife à espera de corpos das vítimas do Airbus

Carlos Madeiro
Especial para o UOL Notícias
Em Recife
  • País ampliará cobertura do tráfego aéreo no oceano

  • Falha em instrumento de voo havia sido alertada


A SDS-PE (Secretaria de Defesa Social de Pernambuco) e a Polícia Federal (PF) montaram uma força-tarefa para examinar os corpos que forem encontrados das vítimas do acidente com o Air Bus 330. Desde a última quarta-feira (3), profissionais estão de plantão no Recife e três planos estão prontos para entrar em prática assim que os corpos forem localizados.

A escolha da capital pernambucana deve-se à proximidade da área dos destroços e pela capacidade do IML (Instituto Médico Legal) do Recife. Segundo a SDS-PE, um plano de contingência já foi montado pelos órgãos envolvidos desde o resgate até a necropsia.

Na última quarta-feira (3), uma reunião entre as polícias de Pernambuco, Federal e Aeronáutica traçou a ação para a identificação dos passageiros e tripulação mortos no acidente. De acordo com a major Fátima, da assessoria de comunicação da SDS-PE, médicos legistas, peritos, dactiloscopistas e auxiliares estão de prontidão 24h por dia. "Ficaremos de prontidão até segunda ordem do Ministro da Defesa {Nelson Jobim]", afirmou.

Equipes
Uma equipe composta por quatro profissionais legistas da SDS e cinco da PF, vindos de Brasília, serão deslocados de imediato a Fernando de Noronha ao primeiro sinal de um corpo ou fragmento encontrado. "Estaremos de plantão inclusive no fim de semana apenas esperando o chamado da Aeronáutica. Além desses profissionais, teremos uma estrutura montada completa aqui no IML do Recife, até para o caso de achar todos os 228 corpos de uma só vez, por exemplo", disse Fátima.

Ainda de acordo com a SDS-PE, três planos de ação foram definidos, cada um levando em conta a quantidade de corpos encontrados. No caso de mais de 150 corpos ou fragmentos encontrados no mar, o IML será fechado para trabalho exclusivo de identificação das vítimas. "Se isso for preciso, os demais casos seriam transferidos para hospitais públicos", afirmou a major.

Diante do apoio federal e do planejamento feito com antecedência, o secretário executivo de Defesa Social, Cláudio Lima, afirmou que Pernambuco está "preparado para qualquer cenário." "Estamos contando com o apoio da PF e da Aeronáutica, além de alguns Estados que já se colocaram a nossa disposição, como a Bahia, para a realização dos exames de DNA", disse.

Segundo o gestor da Polícia Científica da SDS-PE, Francisco Sarmento, a força tarefa foi montada por meio do Gabinete de Crises do Estado. "Os planos funcionam de forma dinâmica, a fim de atender a qualquer necessidade que venha ocorrer", disse.

O superintendente da PF em Pernambuco, Paulo de Tarso, diz que 10 policiais federais estão no Rio de Janeiro em contato com os parentes das vítimas para colher material genético e informações sobre pertences e características de passageiros e tripulantes.

O plano prevê ainda que a PF fique responsável pelos exames de DNA. Segundo Paulo, o laboratório da PF em Brasília tem capacidade para receber todos os corpos do voo AF 447. "Apesar da disponibilidade, estamos à disposição para ajuda de outros estados que também realizam esse tipo de exame", afirmou.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host