UOL Notícias Cotidiano
 

05/06/2009 - 15h30

Parentes de vítimas do voo AF 447 deixam Recife sem falar com a imprensa

Carlos Madeiro
Especial para o UOL Notícias
Em Recife
Uma comissão formada por 13 parentes de vítimas do acidente do voo 447, da Air France, esteve nesta sexta-feira (5) no Cindacta 3 (Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo), no Recife (PE). No local, eles tiveram informações sobre como estão as buscas pelo Airbus A330, que sumiu no oceano Atlântico no último domingo (31). Os familiares foram informados que o mau tempo atrapalha as buscas de hoje.

  • Carlos Madeiro/UOL

    Familiares de passageiros do voo AF 447 chegam ao Cindacta 3 (Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo), em Recife, para obter informações sobre as operações de busca
    ao Airbus A330 da Air France

Os parentes foram transportados em duas aeronaves cedidas pela FAB (Força Aérea Brasileira) e chegaram ao Aeroporto Internacional do Recife pouco antes das 10h. Da pista do próprio aeroporto, eles pegaram um micro-ônibus da Aeronáutica até o Cindacta 3, onde está montada a base de controle das buscas no mar.

Durante quase duas horas, a comissão se reuniu com integrantes da Marinha e da Aeronáutica e ouviu uma série de explicações sobre as operações realizadas desde segunda-feira (1).

O brigadeiro Ramon Borges Cardoso descartou a hipótese de familiares irem até Fernando de Noronha e sobrevoarem a área de buscas. "Não adiantaria, pois a aeronave que faz as buscas não é aquela que trouxe os familiares. As informações estão concentradas aqui."

Por volta do meio-dia, os parentes driblaram os jornalistas que aguardavam na entrada do Cindacta 3 e saíram pela parte dos fundos do prédio. Eles voltaram ao Rio de Janeiro antes mesmo das 14h, sem conversar com a imprensa.

Segundo o capitão de fragata Giucemar Tabosa, responsável pela Comunicação Social da Marinha, eles contataram os demais parentes na capital fluminense e decidiram só conversar com os jornalistas após um contato pessoal com todos os demais familiares e amigos das vítimas no Rio. "Foi uma conversa ótima. Demos todas as explicações técnicas da árdua missão que é o resgate dos corpos e destroços desse avião", disse.

Ainda nesta sexta-feira, está marcado um ato ecumênico, no Rio de Janeiro, com a presença de parentes e amigos das vítimas do voo AF 447 da Air France, que levava 58 brasileiros a bordo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host