UOL Notícias Cotidiano
 

10/06/2009 - 19h08

Condições meteorológicas impediram resgate de corpos hoje, dizem Forças Armadas

Carlos Madeiro
Especial para o UOL Notícias
No Recife
Atualizada às 21h44

As Forças Armadas anunciaram nesta noite no Recife (PE) que as condições meteorológicas impediram a busca por mais corpos nesta quarta-feira (10). Até o momento, 41 corpos foram recolhidos. Os primeiros 16 devem chegar ao Recife ainda hoje, segundo o brigadeiro Ramon Cardoso, assessor de comunicação da Aeronáutica.

Em razão do mau tempo, a Aeronáutica informou que teve que modificar a área de buscas. "A área de Dacar, onde planejamos as buscas, estava com condições meteorológicas não adequadas. Hoje não foi feito avistamento de corpos. Apenas destroços foram recolhidos pelos nossos navios", disse o brigadeiro.

Pela primeira vez, as Forças Armadas falaram em um prazo para o fim das operações de busca por corpos das vítimas do voo AF 447. Segundo o brigadeiro Ramon Borges Cardoso, assessor de comunicação da Aeronáutica, "até o dia 19 (de junho) haverá condições de distância aceitáveis para os barcos e aeronaves" realizarem as buscas.

A Aeronáutica informou ainda que as aeronaves brasileiras e francesas já voaram mais de 700 horas em busca de corpos e destroços - o que corresponde a 70 viagens entre o trecho Rio-Paris

A demora na perícia inicial dos 16 corpos das vítimas em Fernando de Noronha (PE) atrasou a chegada dos corpos à base aérea do Recife. A previsão inicial era de que os corpos chegassem às 15h à capital pernambucana e seguissem da base direto para a sede regional do IML (Instituto de Medicina Legal). Porém, o avião saiu de Fernando de Noronha somente às 21h10, e a previsão é que chegue em Recife por volta das 22h.

Por conta da demora na perícia em Fernando de Noronha, a Aeronáutica deve mudar os planos para que os novos 25 corpos sejam enviados a Recife. "O planejamento desse traslado pode mudar. A medida que forem liberados em Fernando de Noronha, poderemos adiantar o transporte para que esses corpos cheguem", afirmou Cardoso.

Depois de trazer os 16 primeiros corpos, o brigadeiro informou que a fragata Constituição deve chegar ao local de buscas amanhã (11). Já a fragata Bosísio deve chegar às 8h desta quinta-feira com os outros 25 corpos a um ponto próximo de Fernando de Noronha. Do local, os corpos serão transportados por helicópteros ao arquipélago.

"É uma tarefa que deve demandar quatro, cinco horas. Esperamos que às 13h possa ter início a perícia dos corpos", afirmou o capitão Giucemar Tabosa, assessor de comunicação da Marinha do Brasil.

"O tempo estimado para análise de cada corpo em Fernando de Noronha é de três horas. Antes, a previsão era duas horas, mas o tempo não foi suficiente", disse Cardoso.

Mais um navio, vindo do Haiti, está a caminho do local de buscas. "Ele está perto em Fortaleza, com dois helicópteros e suprimentos", disse Tabosa. Esse navio, com capacidade para o transporte de 100 corpos, deve chegar na área de buscas no próximo dia 19.

Uma equipe de investigadores franceses deve chegar ao Brasil no próximo domingo (14). "Vamos repassar a eles todas informações e destroços", disse o brigadeiro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host