UOL Notícias Cotidiano
 

02/07/2009 - 11h55

França reclama que peritos não tiveram acesso a necropsias; Polícia Federal rebate acusação

Do UOL Notícias
Em São Paulo
As autoridades francesas voltaram a reclamar que seus peritos ainda não conseguiram com as autoridades brasileiras acesso às necropsias dos corpos das vítimas do voo AF 447, que caiu perto da costa brasileira no oceano Atlântico com 228 pessoas a bordo no dia 31 de maio.

Em entrevista coletiva na cidade de Le Bourget, o investigador-chefe da agência reguladora francesa BEA (Escritório de Investigação e Análise), Alain Bouillard, disse que a França ainda não obteve acesso às necropsias dos corpos que foram levados pelo Brasil ao IML (Instituto Médico Legal) do Recife. Bouillard apresentou hoje o relatório preliminar sobre o acidente com o Airbus A330 da Air France.

A Polícia Federal rebate as acusações do investigador-chefe do BEA. Segundo a corporação, a França enviou uma comitiva de 15 pessoas para acompanhar os trabalhos de identificação, mas não observou os "trâmites legais e diplomáticos" necessários.

Quatro investigadores franceses foram credenciados junto à PF e à embaixada da França. De acordo com a polícia, eles participam dos trabalhos no IML desde o início na condição de observadores.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host