UOL NewsUOL News
UOL BUSCA
FALE COM UOL NEWS

31/05/2005 - 17h30
Pílulas anticoncepcionais podem causar queda da libido em algumas mulheres

Veja a entrevista em vídeo

Da Redação

Um susto para a vida sexual já complicada de muita mulher. O uso prolongado de determinadas pílulas anticoncepcionais pode reduzir a libido em muitas pessoas. É o que diz um estudo publicado pela revista renomada científica "New Scientist", sobre uma pesquisa feita pela Universidade de Boston, Estados Unidos. Em entrevista ao UOL News, Carmita Abdo, coordenadora do Projeto Sexualidade do Hospital das Clínicas da USP, explicou que isso pode acontecer quando determinadas pílulas atingem a SHBG, que é a proteína responsável pelo transporte da testosterona.

A testosterona é um hormônio sexual que existe em pequena quantidade na mulher e é responsável por grande parte da libido feminina. "A testosterona é um hormônio masculino, mas o ovário o produz em pequena quantidade. Está provado que é a responsável pelo desejo sexual em homens e mulheres", afirma Abdo.

Segundo ela, a queda da libido feminina só acontece na vigência do uso da pílula. "Se a pílula é inibida, o organismo fica livre disso. Provavelmente o estudo fala de mulheres que tomaram por bastante tempo e em seguida entraram no climatério, que já causa uma queda natural dos hormônios sexuais. Então já não é mais conseqüência da pílula", explica.

Carmita Abdo lembra que outros métodos anticoncepcionais estão sendo testados, para que o organismo seja minimamente invadido. Há uma busca dos pesquisadores por métodos que funcionem de forma mais específica. "A progesterona já foi a grande vilã nas pílulas. As feitas à base de estrógeno passaram a ser vedetes", conta.

E uma questão que vem preocupando muitas mulheres também: a pílula engorda? "Não é a pílula em si, mas ela realmente faz o organismo reter líquidos e, em alguns casos, abre o apetite. Por isso é importante conversar com o médico, para ver qual o anticoncepcional adequado para cada mulher", aconselha a médica. Ou seja, a pessoa tem que discutir com o médico qual a pílula mais adequada".

A depressão é outro problema a atrapalhar a vida sexual feminina. "Muitas mulheres têm dificuldade no sexo por causa da depressão. Então é preciso ver isso também. O diagnóstico é fundamental e melhora a vida da mulher em várias áreas, inclusive a libido. Mas hoje existem muitos medicamentos antidepressivos que não inibem a sexualidade", diz Abdo.

ÍNDICE DE NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

09/09/2014

16h33- Consumidor: Anatel quer usar redes sociais para avaliar teles

16h12- Apple divulga relógio inteligente com tela Retina ultra-resistente

16h02- Sega divulga novo trailer do jogo Alien: Isolation

15h55- Apple finalmente revela o Apple Watch

15h26- Carteiras digitais entram na mira dos phisings

15h20- Conheça ApplePay, o novo serviço de pagamento do iPhone 6

15h19- Sunset Overdrive terá Season Pass custando 20 dólares

15h10- Setor de satélite divulga carta aberta ao governo e à sociedade

15h05- Relógio inteligente, Apple Watch é lançado com tela de Retina com safira

15h02- Apple finalmente apresenta seu relógio inteligente