PUBLICIDADE
Topo

"Cercadinho do Alvorada virou campo de batalha", diz Josias de Souza

26/05/2020 12h42

O correspondente de guerra é um jornalista enviado para zonas de conflito para fazer o acompanhamento de batalhas. Essa atividade de alto risco passou a ser praticada em Brasília. O cercadinho do Alvorada virou campo de batalha. Armados de fanatismo, devotos de Jair Bolsonaro desenvolveram o hábito de atacar jornalistas. Fazem isso com o estímulo do presidente da República. Três dos principais grupos de comunicação do país —Folha, Globo e Bandeirantes— decidiram retirar seus profissionais dessa zona conflagrada por falta de segurança. É sobre isso que falaremos hoje.

Notícias