PUBLICIDADE
Topo

Vídeos

Auxílio emergencial e Renda Brasil: Bolsonaro deve murchar sem programas sociais | Leonardo Sakamoto

16/09/2020 10h41

"Ao afirmar, nesta terça (15), que seus subordinados estão proibidos de falar sobre "Renda Brasil", Jair Bolsonaro deu início a uma contagem regressiva contra si mesmo. A partir de 1º de janeiro, não haverá mais pagamento do auxílio emergencial, nem programa similar para ficar no lugar. Com isso, a tendência é que o aumento de popularidade que experimentou na pandemia comece a derreter e a aprovação volte à época em que 'impeachment' era palavra corriqueira", analisa Leonardo Sakamoto em sua coluna em vídeo de hoje.

Vídeos