PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Médico do Exército é suspeito de agressão e de atirar para o alto em briga

Felipe Munhoz

Colaboração para o UOL, em Lençóis (BA)

24/02/2021 18h20

Um médico do Exército é suspeito de agredir um motorista e de dar tiros para o alto durante uma briga de trânsito no domingo (21), em Goiânia. O caso foi filmado pela companheira da vítima, que estava sentada no banco do passageiro, e o vídeo foi parar nas redes sociais.

O caso será investigado pela Polícia Civil. Já o Exército informou que foi aberto um procedimento administrativo para "elucidar as circunstâncias do ocorrido".

Segundo consta no Boletim de Ocorrência, a vítima relatou que, no domingo (21), por volta das 18h30, quando voltava para casa com a namorada, um veículo que vinha logo atrás bateu no retrovisor do seu carro ao fazer a ultrapassagem, na avenida Santos Dumont, no bairro Santa Genoveva. A vítima disse ainda que levou um susto e buzinou para alertar o outro motorista, porém, foi fechada pelo suspeito, que saiu do carro e foi em direção a ele muito alterado.

Ainda de acordo com o relato colhido pela polícia, o suspeito proferiu diversos xingamentos contra a vítima e a namorada e deu um soco na testa do autor do BO. O suspeito sacou uma arma, fez ameaça, chutou a porta e o retrovisor do carro e, além disso, deu um disparo de arma de fogo para o alto em via pública.

A Polícia Civil não revelou a identidade da vítima. Já o suspeito é o médico do Exército Pablo Paolo Bollauf, que foi identificado pela placa do veículo. A reportagem tentou localizar o médico do Exército para ouvir a sua versão do ocorrido, mas ele não foi encontrado.

Já o Exército informou por meio de nota enviada ao UOL que o Comando Militar do Planalto "tomou conhecimento do fato, na manhã de terça-feira (23), envolvendo o médico Pablo Paolo Bollauf, militar do Exército Brasileiro". "Diante disso, foi aberto um procedimento administrativo (sindicância) para elucidar as circunstâncias do ocorrido", relata o comunicado.

As imagens que circulam nas redes sociais mostram um homem em pé, vestido com a camisa do Flamengo, do lado de fora do veículo, gritando com o motorista na janela: "Bora o quê?". Ele repete a frase quatro vezes, enquanto o homem que está dentro do carro diz para o outro voltar para o carro dele. Logo em seguida, o suspeito acerta um soco no rosto do condutor.

O motorista então solta o cinto de segurança e é xingado pelo homem que está fora do veículo, que saca uma arma da cintura, fala para a vítima descer e tenta abrir a porta. O condutor pergunta duas vezes se o homem vai atirar nele e, neste momento, é possível ouvir dois disparos de arma de fogo. Em seguida, o homem com a camisa do Flamengo volta para o carro dele e a companheira da vítima filma a placa do veículo do suspeito.

De acordo com a Polícia Civil, o caso foi registrado hoje na 26ª Delegacia Distrital de Goiânia, que investigará o caso.

Cotidiano