PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

"Foi um desespero", diz mulher resgatada por bote após temporal em PE

Ed Rodrigues

Colaboração para o UOL, no Recife

13/05/2021 18h48

Moradores de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, tiveram suas casas quase submersas e precisaram ser resgatados de bote em virtude do temporal que caiu na madrugada e manhã de hoje. Ao menos uma pessoa ficou ferida, segundo a Secretaria da Casa Militar de Pernambuco.

"Foi um desespero. A gente acordou com a água entrando em casa", contou a dona de casa Edina Soares, 39, que foi filmada sendo resgatada pelos bombeiros quando estava no telhado de casa.

O imóvel onde Edina mora com a filha Letícia, 9, e o marido, o borracheiro Bruno Soares, 38, por pouco não ficou totalmente embaixo d'água. A família dela e pelo menos outras três da mesma rua, que fica no bairro da Muribeca, só conseguiram deixar os imóveis com a ajuda do Corpo de Bombeiros.

O trabalho dos militares foi registrado em um vídeo que circula nas redes sociais. Nas imagens, é possível ver a equipe se aproximando da casa de Edina e realizando o resgate.

Quando percebemos a água dentro de casa, corri logo para ver minha filha. Não dava nem para andar direto. Muita água já tinha entrado. Foi um desespero
Edina Soares

Como nível da água já havia coberto tomadas de energia, o medo de sofrer uma descarga elétrica tomou conta da família. "Os vizinhos gritando e a gente com medo de tomar choque. Tivemos que ir para o telhado da casa e quase que a água me leva", continuou.

Ficamos presos e eu só pensava: meu Deus, tira minha filha daqui. Aí, a gente viu os bombeiros. Eles vieram de bote. E minha casinha ficou lá. Minhas coisas todas lá. Minha vida toda
Edina Soares

Vizinho de Edina, o comerciante Roberval Pedrosa viu suas mercadorias flutuando. "Não tinha como salvar porque tudo virou um rio. Foi muita chuva mesmo", explicou. O comerciante também teve que deixar o imóvel para trás e esperar a água baixar.

O bairro da Muribeca margeia o rio Jaboatão, que transbordou com a chuva de hoje. Ao longo do dia uma tempestade castigou toda a Região Metropolitana do Recife.

Segundo a Prefeitura de Jaboatão, a chuva bateu recorde de 20 anos na cidade, com 170 milímetros em 12 horas. Pontos de alagamentos foram registrados em toda a região, além de deslizamentos de terra em áreas de morro.

Uma pessoa fica ferida, diz governo

A Secretaria da Casa Militar de Pernambuco informou que 15 deslizamentos de terra foram registrados no Grande Recife. Uma pessoa ficou ferida e não houve mortes.

A pasta estadual destacou que os bombeiros foram acionados para 19 resgates de pessoas em meio aquático, 12 desabamentos/deslizamentos e 14 incêndios iniciados em fiação elétrica.

Previsão é de mais chuva

A tempestade não deve dar trégua aos pernambucanos. A Apac (Agência Pernambucana de Águas e Clima) renovou o alerta de temporal até amanhã. De acordo com o órgão, a previsão é que as chuvas se intensifiquem. As precipitações podem superar 150 milímetros na Região Metropolitana, na zona da mata e em Fernando de Noronha.

Cotidiano