PUBLICIDADE
Topo

Advogada nega alteração em tabela de pacientes que participaram de "estudo" da Prevent Senior

28/09/2021 14h15

Bruna Morato, advogada que representa médicos que denunciaram a Prevent Senior, negou que seus clientes tenham adulterado a tabela de pacientes que participaram de uma suposta pesquisa feita pela Prevent Senior para testar o tratamento precoce, que não tem eficácia comprovada, em pessoas doentes. Semana passada, o diretor da operadora, Pedro Batista, acusou dois ex-médicos de modificarem as informações contidas na tabela.

A CPI da Covid foi criada no Senado após determinação do Supremo. A comissão, formada por 11 senadores (maioria é independente ou de oposição), investiga ações e omissões do governo Bolsonaro na pandemia do coronavírus e repasses federais a estados e municípios. Tem prazo inicial (prorrogável) de 90 dias. Seu relatório final será enviado ao Ministério Público para eventuais criminalizações.