PUBLICIDADE
Topo

Renan Calheiros diz que CPI é a primeira a 'comprovar digitais' de um presidente na pandemia

20/10/2021 14h54

O vice-presidente da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), ressaltou a importância do trabalho da ao trazer que ela desmentiu o discurso a favor dos tratamentos ineficazes contra o novo coronavírus, como cloroquina e ivermectina. "A CPI foi a única Comissão Parlamentar de Inquérito no mundo a funcionar e a eviscerar as mazelas do Chefe de uma nação", disse o emedebista. Que adicionou: "Esta CPI é a primeira a comprovar as digitais de um presidente da república na morte de milhões de cidadãos".

A CPI da Covid foi criada no Senado após determinação do Supremo. A comissão, formada por 11 senadores (maioria é independente ou de oposição), investiga ações e omissões do governo Bolsonaro na pandemia do coronavírus e repasses federais a estados e municípios. Tem prazo inicial (prorrogável) de 90 dias. Seu relatório final será enviado ao Ministério Público para eventuais criminalizações.