Topo

Vídeos


Após PF dizer que Adélio agiu só, Bolsonaro fala em 'reforçar investigação'

UOL Notícias

2012-06-20T19:20:59

12/06/2019 20h59

Após ao menos dois relatórios da Polícia Federal apontarem que Adélio Bispo de Oliveira agiu só ao esfaquear Jair Bolsonaro (PSL) ano passado, o presidente da República se reuniu hoje com o ministro da Justiça, Sergio Moro, e o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, e abordou "a possibilidade de reforçar o trabalho da PF em relação à investigação do atentado". A informação é do porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros. "O presidente entende que a PF tem total capacidade de, aprofundando as investigações, deliberar o mais rápido possível conclusões efetivas do caso. É nesse sentido que o presidente trabalhou o seu diálogo com o doutor [Maurício] Valeixo [diretor geral da PF]", disse o porta-voz.

Mais Vídeos