PUBLICIDADE
Topo

Vídeos


Vídeos

O dia que Recife e Olinda quase se acabam em uma explosão

TV Jornal

12/05/2021 13h23

Recife, Pernambuco. 12 de maio de 1985. O dia que poderia ter se tornado o mais sangrento da capital pernambucana. Tudo iria pelos ares se não fosse Nelcy da Silva Campos. O prático – profissional responsável por guiar os navios até atracar no porto – que entrou para a história como um verdadeiro herói. Era madrugada do sábado para o domingo. O dia estava apenas começando. Uma e trinta manhã. A cidade dormia, quando um dos três tanques de um navio petroleiro, atracado no Porto do Recife, foi atingindo por um incêndio. Mil e quinhentas toneladas de gás e muito fogo. Para se ter ideia da quantidade de fogo, as chamas alcançaram 20 metros, o equivalente a um prédio de 6 andares.

Vídeos